Governo inaugura Hospital de Campanha de Cruzeiro do Sul e consolida avanço histórico na Saúde do Juruá

O que antes era uma estrutura abandonada há 30 anos, agora se concretiza como um importante aliado do Governo do Acre no enfrentamento à pandemia de Covid-19, na segunda região mais populosa do estado, o Vale do Juruá. A inauguração do Hospital de Campanha de Cruzeiro do Sul, uma das unidades de Saúde mais modernas do estado, nesta sexta-feira, 10, é resultado de um grande esforço da gestão Gladson Cameli para salvar vidas.

Foram aproximados 60 dias desde a construção até as instalações de modernos equipamentos para o recebimento dos primeiros pacientes. A estrutura erguida em tempo recorde é um legado histórico e algo jamais visto na Saúde pública no Juruá.

O Hospital de Campanha possui 1,4 mil metros quadrados de espaço construído. Dividido em dois pavimentos, o prédio conta com todo o aparato necessário para o funcionamento de uma unidade hospitalar de média e alta complexidade, que neste primeiro momento será utilizada exclusivamente para tratamento de pacientes com Covid-19. São 10 leitos de unidade de terapia intensiva (UTI), 20 leitos semi-intensivos, 60 leitos de enfermaria, 6 salas de repouso médico, sala de emergência, sala de triagem, sala dos plantonistas, sala de prescrição médica, 2 vestiários e 2 copas.

Construída de maneira permanente para o melhorar e ampliar a oferta de atendimento a população no pós-pandemia, o Hospital de Campanha recebeu investimentos na ordem de R$ 4,1 milhões. Com equipamentos hospitalares, foram adquiridos mais de R$ 2,2 milhões em recursos oriundos do remanejamento de emendas parlamentares da bancada federal acreana. E mais R$ 762,6 mil estão sendo aplicados na compra de mais aparelhos para a unidade.

O novo pavilhão do Hospital Regional do Juruá leva o nome de João Luiz Angelim. O médico urologista foi mais um profissional vítima do novo coronavírus no início de junho. Doutor Angelim, como era mais conhecido, atuou durante vários anos em Cruzeiro Sul. Esta foi a maneira do governo estadual homenagear todos os servidores públicos da Saúde que, infelizmente, perderam a batalha para a Covid-19.

Em solenidade reservada, que obedeceu todas as regras sanitárias e de distanciamento físico, uma benção ecumênica foi celebrada pelo pastor evangélico Carlos Alberto dos Santos e o bispo Dom Flávio Giovanele, na presença de autoridades e servidores do Hospital do Juruá.

A emoção do governador que luta para salvar vidas

A gestão de Gladson Cameli enfrenta um dos maiores desafios da história do Acre. Mesmo com a crises econômica e do sistema de Saúde, o governador e sua equipe assumiram para si a maior responsabilidade de todas: fazer de tudo para salvar vidas. Assim tem sido desde a confirmação dos primeiros casos da doença. Desde o estabelecimentos de decretos governamentais de isolamento social aos arrojados investimentos na área da Saúde.

Ao lembrar das inúmeras adversidades que surgiram nos últimos meses, Gladson não conteve a emoção e precisou pausar seu discurso. O chefe do Executivo lembrou das conquistas alcançadas pelo tio e ex-governador, Orleir Cameli, agradeceu o apoio incondicional que vem recebendo de sua família para vencer essa batalha contra o coronavírus. O gestor quebrou o protocolo ao chamar duas servidoras da limpeza para, em nome delas, agradecer todos os profissionais que estão na linha de frente e arriscando até mesmo suas vidas para que outras sejam preservadas.

“Estou na minha cidade. Aqui eu nasci, aqui eu cresci, aqui conheci minha esposa Ana Paula, aqui vi meu tio Orleir fazer política olhando nos olhos das pessoas e me inspirei nele para cumprir a missão que tenho hoje. Cruzeiro do Sul é a minha história. E que felicidade fazer parte da história de Cruzeiro do Sul. Deus me deu a oportunidade de honrar o meu sobrenome. Deus me dá o privilégio de retribuir esse amor que o Juruá sempre teve pela minha família”, pontuou.

Gladson Cameli destacou ainda os avanços obtidos na área da Saúde em sua gestão. Em apenas um ano e meio, o governo concluiu obras que estavam paradas há anos, como é o caso do Pronto-Socorro e Instituto de Traumatologia e Ortopedia (Into), em Rio Branco, além da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Cruzeiro do Sul. E durante à pandemia, novos leitos foram criados e dois novos hospitais de campanha construídos. Somente no Vale do Juruá, a capacidade mais que dobrou.

“Somente nesse um ano e meio do novo governo já multiplicamos por 4 o número de UTIs disponíveis em todo o estado. Em um ano e meio, fizemos quatro vezes mais do que nos vinte anos das administrações passadas. E ainda terminamos as obras que eles deixaram paradas e pagamos as dívidas que deixaram para trás”, ressaltou.

O secretário Alysson Bestene confirmou a disponibilidade do hospital para receber os pacientes na próxima semana. Segundo o gestor da Saúde, a unidade contará com o que existe de mais moderno para o tratamento de Covid-19. “A partir de segunda-feira, esta ala estará totalmente pronta para a transferência e recebimento dos primeiros pacientes. As unidades de terapia intensiva [UTIs]  também estarão disponíveis com respiradores, monitores, bombas de infusão e tudo o que é necessário de equipamentos para atender os pacientes de toda a região do Juruá”, expôs.

Transparência e seriedade na utilização de recursos públicos são marcas da gestão

A transparência é um dos pilares da atual administração estadual. Mais uma vez, a seriedade no uso de recursos públicos foi certificada durante a construção dos hospitais de campanha e na aquisição de equipamentos para a estrutura de tratamento do coronavírus. O próprio governador Gladson Cameli fez questão de convidar os órgãos de controle para acompanhar processos de compra e andamento das obras.

Todo este esforço é reconhecido pelo Índice de Transparência da Covid-19, do site Open Knowledge (OKBR). Entre todas as unidades federativas, o estado é apontado como o segundo mais transparente do país.

A procuradora-chefe do Ministério Público do Acre (MPAC) reconheceu o zelo do Estado na aplicação das verbas. Kátia Rejane enalteceu a disposição do governo pela transparência em todas as ações referentes à pandemia de Covid-19 e parabenizou a ousadia pela construção de dois hospitais permanentes em tão pouco tempo.

“Desde o início da pandemia estamos juntos com o Estado nas fiscalizações, orientações e recomendações. Acreditamos que os Poderes e as instituições precisam estar unidos e buscar alternativas para que possamos sair deste momento com mais dignidade e com menos danos possíveis. O Governo do Estado tem dado um exemplo de firmeza e a inauguração deste hospital representa um marco porque foi uma decisão acertada em não optar pelo aluguel de uma estrutura provisória, mas buscar uma estrutura que estava pronta e concluí-la”, comentou.

O presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE-AC), Cristóvão Messias, fez um resgate histórico durante sua fala. Na década de 1990, o conselheiro exercia a função de diretor do então Hospital Geral de Cruzeiro do Sul e participou do lançamento da obra de ampliação da unidade. Três décadas depois, ele participa da inauguração e elogia o empenho do governador Gladson Cameli para salvar vidas.

“Em 1991, eu assumi a direção do Hospital de Cruzeiro do Sul. E naquele ano, viemos neste mesmo local com o governador Edmundo Pinto, com o então senador Aluísio Bezerra, onde foi lançada a pedra fundamental deste hospital. Hoje, o governador está concluindo esta obra, em 2020. É uma estrutura importante e aqui eu quero parabenizar o governo que optou por uma obra definitiva, diferente de outros estados”, argumentou.

O que eles disseram

“A população do Vale do Juruá sabe que agora pode contar contar com um governo parceiro e que está disposto a fazer todos os investimentos necessários. A entrega deste Hospital de Campanha em tempo recorde demonstra a nossa preocupação em querer salvar vidas e eu fico muito honrado em poder dar minha contribuição para este legado histórico na área da Saúde acreana”, Major Rocha, vice-governador.

“Um passo muito grande do governo Gladson Cameli em um período muito curto implementar essa estrutura hospitalar, onde o maior benefício na pós-pandemia será a permanência dessa estrutura como uma verdadeira ampliação do Hospital Regional do Juruá”, Marcos Lima, diretor técnico do Hospital Regional do Juruá.

“A inauguração do Hospital de Campanha era um dos pontos que eu precisava ter para podermos retomar as atividades em Cruzeiro do Sul”, Ilderlei Cordeiro, prefeito de Cruzeiro do Sul.

“A Assembleia Legislativa vem contribuindo muito no enfrentamento ao coronavírus e sabemos que essa situação é muito delicada, mas estamos empenhado em ajudar o governo na aprovação todas as matérias de interesse público que forem enviadas para votação”, deputado estadual Nicolau Júnior, presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Acre.

 

Agência


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.