Com taxa alta de analfabetismo, Acre ignora "Dia Mundial da Alfabetização"

Por Wanglézio Braga

O Dia Mundial da Alfabetização foi celebrado neste domingo (8) em diversos estados do país. No Acre, nenhuma atividade foi realizada para lembrar-se da data, mais pelos números publicados recentemente a gestão Gladson Cameli deveria se preocupar. Afinal, o Estado é um dos que possui maior número de analfabetos entre as unidades da federação como apontou “Anuário Brasileiro da Educação 2019” do Movimento Todos Pela Educação.

O Brasil tem 11,3 milhões de analfabetos, uma taxa de 6,8% de pessoas acima dos 15 anos que não sabem ler ou escrever. O país reduziu a analfabetização, mas não na velocidade esperada: ainda não alcançou a meta do Plano Nacional de Educação para 2015, que era baixar o índice para 6,5%, a fim de erradicar o analfabetismo até 2024.

Em 2018, apenas 13 estados atingiram a meta de redução do analfabetismo estipulada para o ano de 2015. O Acre foi um desses estados que não conseguiu atingir a meta da redução do analfabetismo e atualmente tem taxa de 87,9% dos jovens a partir de 15 anos alfabetizado. Uma das menores taxas do país.

O anuário conta que o “sistema escolar brasileiro reproduz diversas desigualdades sociais. É importante evidenciá-las para que as políticas públicas sejam colocadas em prática de forma mais equitativa” e que “O letramento ainda é encarado como desafio para educação e exige esforço dos entes públicos e privados”.

O documento apontou ainda que o Brasil possui, hoje, 47,9 mil alunos na modalidade Educação de Jovens e Adultos integrada à Educação Profissional, sendo 5,7 mil em Nível Fundamental e 42,2 mil em Nível Médio e que 0,01% das matrículas de EJA de Ensino Médio no Acre pertencem à modalidade integrada à Educação Profissional, sendo que, na Bahia, essa proporção é de 14,9%.

Em seu discurso durante a diplomação ocorrida em dezembro de 2018, o governador eleito Gladson Cameli (PP), afirmou que a educação do Acre ocupa a pior posição do ranking de analfabetismo da Região Norte e que “O Estado, vergonhosamente, ocupa a última posição em desempenho no Enem”.

Há nove meses no poder, a Gestão Gladson Cameli passou despercebida com a data e deixou escapar uma oportunidade única para difundir sua promessa de campanha de dizimar o analfabetismo no Acre e tirar o estado da vergonhosa lista deixada pela gestão anterior, do PT. O Portal O Rio Branco entrou em contato com a assessoria de Comunicação da Secretaria Estadual de Educação (SEE) que ficou de confirmar que não há nenhuma programação alusiva à data, porém, não tivemos retorno. 


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.