Portaria repassa R$ 2,7 milhões para que o Acre compre medicamentos usados na saúde mental

Por Wanglézio Braga

O Ministério da Saúde (MS) publicou no Diário Oficial da União (DOU) uma portaria autorizando o repasse ao Estado do Acre, no valor de R$ 2,7 milhões de reais, para que as prefeituras adquirem medicamentos do Componente Básico da Assistência Farmacêutica utilizados no âmbito da saúde mental em virtude dos impactos sociais ocasionados pela pandemia da COVID-19.

Todos os municípios do Acre serão contemplados com os valores. A capital, Rio Branco, por se tratar do maior reduto de habitantes do estado vai receber a maior fatia do bolo: R$ 1.265.059,08. No Juruá, Cruzeiro do Sul, vai ser contemplado com R$ 275.232,48.

A portaria assinada pelo ministro interino da Saúde, Eduardo Pazzuelo, considerou diversos itens para que os municípios fossem contemplados durante a pandemia, em caráter excepcional. Ele ainda levou em consideração a declaração de Emergência Internacional em Saúde Pública e reforçou que as verbas são destinadas, exclusivamente, à aquisição dos medicamentos usados nos tratamentos de depressão, síndromes e outras doenças psicológicas.

Os valores repassados, em parcela única, aos municípios possuem base no Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM), conforme classificação dos municípios. IDHM muito baixo: R$ 3,14 por habitante; IDHM baixo: R$ 3,11  por habitante; IDHM médio: R$ 3,09 por habitante; IDHM alto: R$ 3,06 por habitante; e IDHM muito alto: R$ 3,04 por habitante.

 


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.