Deputada Vanda Milani diz que a voz feminina precisa ser usada na sua própria defesa

No dia em que se comemora 14 anos de implantação da Lei Maria da Penha, a deputada federal Vanda Milani (SD-AC) defendeu leis mais duras contra a violência doméstica e o empoderamento da mulher em todo o mundo.

“O Estado precisa trabalhar para aprimorar e tornar as leis mais rígidas em proteção da mulher, coibindo novos casos e possibilitando acesso a vítima aos órgãos de proteção” destacou a deputada.

Vanda Milani elogiou a implantação do projeto Botão da Vida pelo governo do Acre que permite a identificação da mulher agredida e a fase do ciclo da violência. Ela quer a voz feminina sendo usada em proteção da vida.

“Medidas como essas fortalecem a rede de proteção. Contamos com a participação da Justiça nesse processo que se tornou referência para o país encorajando a vítima a buscar proteção”, acrescentou.

A parlamentar lamenta que o estado do Acre figure no topo do ranking de violência contra a mulher. Ela defende medidas pedagógicas como a lei aprovada na Câmara dos Deputados que obriga o agressor a ressarci aos cofres públicos os custos do tratamento pelo Sistema Único de Saúde à mulher vítima de violência.

“Trabalhamos diariamente no Congresso na aprovação de leis que visam fortalecer a Lei Maria da Penha. O PL 510/19 por exemplo, facilita o divórcio a vitimas de violência. Nossa luta não vai parar enquanto os índices continuarem altos, é preciso acabar com essa cultura em todo o Brasil”, concluiu.

 

ASCOM


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.