Promotora abre inquérito para investigar casos de servidores cedidos à Aleac que recebem sem trabalhar

Por Wanglézio Braga

A Promotora do Ministério Público do Acre (MPAC), Patrícia Paula dos Santos, abriu dois procedimentos para investigar atos de improbidade administrativa no âmbito da Assembleia Legislativa do Acre (ALEAC).

A primeira denúncia diz respeito à contratação irregular de servidores. Já a segunda que servidores cedidos pela Secretaria Estadual de Saúde (SESACRE) à Aleac estariam recebendo seus salários sem trabalhar, caracterizando suposta violação grave aos princípios administrativos.

Os processos que eram apenas procedimentos preparatórios se transformaram em Inquéritos Civis conforme informaram as duas portarias publicadas na Edição de hoje (06) do Diário Eletrônico do MP.

Nos dois documentos, a promotora considerou artigos da Constituição Federal que são princípios norteadores da Administração Pública e de seus respectivos gestores a legalidade, a impessoalidade, a moralidade, a publicidade e a eficiência e delegou uma equipe para acompanhar os procedimentos.  


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.