Morre Eliazar Machado, um dos empresários mais conhecidos do Acre

ANTONIO MUNIZ

Vítima de falência múltipla de órgãos, morreu no início da noite desta sexta-feira, 6, o empresário de auto escola, despachante de veículos e postos de combustíveis Eliazar Machado, 64 anos.
Bastante abalado com a morte do irmão, o empresário Thiago Machado afirmou agora há pouco que ele teve problemas sérios há  cerca dois anos, quando viajou às pressas para fazer tratamento em outro Estado.
Ainda segundo Thiago, Machado estava, aparentemente, bem. No entanto, na noite de sábado, 30, se sentiu mal e foi levado ao Pronto Atendimento da Unimed Rio Branco. De lá, os médicos decidiram por levá-lo ao Hospital Santa Juliana, onde iniciou tratamento em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI).
Machado foi  entubado e estava em plena recuperação, tanto que, hoje, os médicos pretendia retirar o tubo, mas ele sentiu problemas nos rins e no pulmão, provocados por diabetes e teve falência múltiplas dos órgãos.
Acreano de Cruzeiro do Sul, o empresário deixa a esposa, dona Maria Auxiliadora Machado e quatro filhos: Kariene, Junior e Keyla e Rosana.


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.