Centro Oncológico altera rotina para garantir a continuidade dos atendimentos

O Centro de Controle Oncológico do Acre (Cecon) informa aos usuários e à população em geral que continua realizando os atendimentos, na Avenida Ceará, 1.832, centro de Rio Branco, porém em um novo formato.

Desde o início da pandemia, o Cecon – unidade de referência para o tratamento de lesões precursoras de câncer – manteve suas atividades. E para garantir maior segurança aos pacientes com relação ao coronavírus, o Centro passou a fazer uma triagem dos casos mais importantes, ou seja, com maior indicação de risco para o câncer tanto de mama quanto de colo de útero.

“Iniciamos uma fragmentação dos horários, sendo feito o agendamento das consultas e dos procedimentos, reduzindo também a quantidade de atendimentos por dia evitando aglomerações no local”, explica a gerente de assistência do Cecon, Carina Hechenberger.

Assim como outras unidades de saúde, o Cecon também recebeu sanitização, com o apoio Vigilância Epidemiológica do Estado e do Departamento Estadual de Água e Saneamento (Depasa). Além disso, redobrou os cuidados com a limpeza dos ambientes.

Os atendimentos ocorrem com apenas um médico por vez. A cada uma hora dois pacientes, sendo que após cada procedimento é feita nova higienização.

“Os atendimentos que não estão sendo realizados são aqueles chamados de rotina, por exemplo, a mamografia daquela mulher que faz a cada dois anos, que faz só de controle, esse nós não estamos fazendo”, explica Carina.

Atualmente, uma média de 20 atendimentos são realizados por dia, divididos em dois horários: no turno da manhã e dois no turno da tarde. Para empregar esse novo formato, foi feita uma alteração no horário dos médicos.

O Cecon permanece fazendo ultrassom de mama e transvaginal das pacientes atendidas pela unidade e que são solicitadas pelo médico que as acompanha. Também oferece consultas com mastologista, ginecologista de pacientes com alta suspensão de câncer de colo de útero, biópsias de colo e de mama e os encaminhamentos para cirurgias das pacientes que necessitam. As pacientes de primeiro atendimento continuam sendo reguladas e encaminhadas por meio da Atenção Básica.

 

Agência


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.