Prefeitura de Rio Branco e lojistas dão início à etapa de assinatura do termo de adesão para instalação do Aquiri Shopping

Na manhã desta segunda-feira, 3, a Secretaria Municipal de Agricultura Familiar (Safra) começou a coletar a assinatura dos lojistas que devem migrar para o Aquiri Shopping. Na quadra do Colégio Acreano, localizado no Calçadão da Benjamin Constant, aonde estão os camelôs atualmente, eles são recebidos no horário de 8h às 12h e das 14h ás 18h, até a próxima quarta, 5, com horário agendado e separados por grupos para que não haja aglomeração.

A diretora de projetos da Safra, Alice Baldo, explicou que nesta fase os comerciantes assinam um termo de adesão ou desistência, além de atestar outras informações. “Nós criamos um canal de comunicação direta com eles, e avisamos a todos sobre a importância de comparecer aqui em um desses três dias, oportunidade em que eles tanto podem assinar o termo de adesão quanto de desistência, e nesse último caso já temos um cadastro reserva de comerciantes que aguardam o surgimento de vagas”, disse.

Há mais de dez anos trabalhando com confecção no Calçadão, Alexandro Rodrigues já assinou o documento que garante sua vaga e aguarda ansioso pela entrega do novo prédio. “Esse projeto nos trouxe muitos benefícios. No meu caso é importante porque vou sair da informalidade e receber treinamento. Além disso, vamos sair aqui do camelódromo, sair daquela confusão de quando vai fechar o box tem que levar toda a mercadoria para casa e no outro dia, voltar e colocar tudo novamente, por causa das chuvas e de falta de segurança também”, contou.

O vereador Juruna, que também é membro da Comissão de Transparência do Aquiri Shopping, acompanha os trabalhos e ajudou na mobilização dos comerciantes para esta fase. “Esse é um sonho muito antigo da categoria, e como integrante do Sindicato dos Camelôs e Feirantes do Acre, como alguém que viveu essa realidade por muito tempo, faço questão de estar aqui perto deles e junto a Prefeitura de Rio Branco avançando em cada etapa desse projeto”, frisou.

 

ASSESSORIA

 


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.