FEIJÓ: Gladson Cameli reafirma apoio aos povos indígenas e visita moradores do bairro Conquista

Cumprindo uma agenda na região do Envira e Juruá desde a quinta-feira (31), o senador Gladson Cameli (Progressistas) esteve reunido com comunidades indígenas do município de Feijó impactadas pelas obras da BR-364, reafirmando seu apoio à luta dos povos nativos da Amazônia.

O parlamentar esteve na terra indígena Katukina/Kaxinawá (Huni Kuin), na aldeia Morada Nova, localizada às margens do rio Envira, acompanhado do prefeito Kiefer Cavalcante, vereadores e lideranças partidárias.

Recepcionado pelo cacique Carlos Brandão, o progressista participou de um encontro com lideranças de dez etnias da regional Tarauacá/Envira. Na oportunidade, o Pajé Shetehu reivindicou melhorias para os indígenas como a recuperação de ramais e a execução do programa Luz para Todos, tendo sua fala sequenciada pela cacique Samara Shanenawa, que apontou as áreas de saúde e educação como um dos principais problemas enfrentados atualmente pelas comunidades indígenas.

De acordo com a líder indígena, todo planejamento na área da educação acontece com a cara e a coragem uma vez que não existe apoio necessário para suas aldeias. “A saúde nem se fala, é precária em todos os sentidos”, disse a Shanenawa.

Os indígenas apresentaram ao senador Gladson Cameli projeto de desenvolvimento local, integrado e participativo de populações tradicionais, através da gestão e fortalecimento de atividades produtivas sustentáveis, aliadas à valorização de práticas tradicionais, que o parlamentar pretende incluir no Plano de Governo a ser apresentado à população acreana por ele tão logo seja permitido pela legislação eleitoral.

Visita na zona urbana de Feijó – O senador Gladson Cameli visitou os moradores do bairro Conquista e conheceu o grupo de expansão evangélica do senhor Carlos Pinto. Ele também visitou os moradores da região que habitam em palafitas.

“Os desafios para melhoria da qualidade de vida das pessoas são grandes, pois exigem esforço e comprometimento de todas as autoridades de todas as esferas da sociedade acreana e brasileira. É preciso o estado voltar a desenvolver parcerias com os municípios e ajudar a resolver problemas que afetam diretamente e diariamente o nosso povo como a falta de infraestrutura, segurança, saúde e educação”, afirmou o senador. 


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.