Filha de Juliano Cazarré piora e família pede orações

Há cinco meses, a família de Letícia e Juliano Cazarré enfrenta uma maratona entre casa e hospital. Isso, porque Maria Guilhermina, a caçula dos filhos do casal, foi diagnosticada com uma condição rara no coração e ainda não deixou a UTI.

Recentemente, a pequena apresentou melhora, apesar de ainda não sair da Unidade de Tratamento Intensivo. A família celebrou o momento e agradeceu a Deus por mais um passo dado.

Contudo, outra prova apareceu no caminho. Letícia contou que a pequena teve uma piora e, provavelmente, sofre com uma infecção grave.

A mãe pediu orações dos seguidores no Instagram. Em uma publicação, atualizou o estado de saúde da pequena e destacou o possível diagnóstico.

Quem puder, reze pela Maria Guilhermina. Ela piorou bastante, provavelmente está com uma infecção grave”

Dois dias antes, Letícia publicou um texto em seu perfil da rede social no qual falava sobre a maternidade. Especificamente, a mãe de Maria Guilhermina refletiu a respeito da distância e saudades que sente dos demais filhos, quem vê com pouca frequência. Desde que passou a acompanhar a caçula na UTI, os encontros passaram a ser mais espaçados.

Hoje eu sei que o maior sacrifício que Deus pode pedir a uma mãe, é que ela fique longe de seus filhos. Seja por ter que devolvê-los a Ele, como vi várias mães fazerem aqui na UTI e na vida, seja por estar longe fisicamente, mesmo tendo-os aqui na terra”

A esposa do ator da Globo lembrou de Maria, mãe de Jesus, e do esforço de uma mãe ao precisar deixar o filho após um pedido dele próprio. Ainda falou sobre fé, paciência e o sofrimento da distância em seus vários aspectos.

“Mas esse foi um sacrifício que Ele pediu também a Sua própria mãe, Maria, que era a maior e mais perfeita das mães, e ela soube aceitar e manteve sua fé. Que Deus e Maria deem paciência e fé a todas as mães que sofrem a distância de seus filhos muito amados”, finalizou.

REENCONTRO

Em outubro, Letícia Cazarré, esposa do ator Juliano Cazarré, pode passar algumas horas com os filhos Vicente (12), Inácio (10), Gaspar (3) e Maria Madalena (01).

Há meses dentro de uma UTI, acompanhando as cirurgias da caçulinha, Maria Guilhermina, Letícia deu uma corridinha para reencontrar e curtir os demais filhotes.

No Instagram, Letícia mostrou um pouco desse reencontro: “Vão dormir uma noite em São Paulo comigo depois de dois meses sem nos encontrarmos.”

Ela também falou de como valeram as horinhas juntos, grudadinhos: “Foram só algumas horas perto deles, mas valeu demais. Agora é correr de volta para a UTI para cuidar da pequena Maria Guilhermina”.

 

[O Fuxico]


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.