Giovanna Ewbank chora ao revelar síndrome do filho e diz sentir 'culpa absurda'

Durante bate-papo com o apresentador Manoel Soares no podcast Quem Pode, Pod, Giovanna Ewbank revelou que se sentiu muito culpada quando descobriu que o filho Bless, 8, tinha uma síndrome sensorial. Segundo ela, sempre que o garoto se sentia mal por pisar na grama ou por conta de um cheiro mais forte, ela dizia ser frescura do garoto.

A síndrome faz com que o menino tenha a audição, o olfato e o tato mais aguçados do que as demais pessoas. "Durante a pandemia, o Bless começou a ficar muito aéreo, [fazendo] algumas coisas que eu achava um pouco estranhas. Comecei a achar que ele poderia ter um grau de autismo, até que uma médica em São Paulo o diagnosticar com uma síndrome sensorial", explicou.

"Diversas vezes ele passava pela cozinha e falava: 'Que cheiro forte!'. E eu falava: 'Bless, para com isso. É frescura, filho! É o cheiro da cebola'. Quando ele pisava na grama, falava: 'Me tira daqui'. E eu falava: 'Filho, para de frescura, é só grama'", emendou ela, chorando.

De acordo com Gio, "a culpa foi absurda". Com Bruno Gagliasso, além de Bless, têm os filhos Titi, 9, e Zyan, 2. "A gente teve que entender, observar, se adaptar. E hoje, o Bless vive com essa síndrome sensorial muito bem. Mas foi preciso o meu olhar, o olhar do Bruno e de vários médicos para que a gente entendesse a condição do Bless", concluiu.

 

[Folha Uol]


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.