Simony revela medo na luta contra o câncer

Segura de si, confiante e otimista, Simony abri o coração sobre sua luta contra o câncer de intestino, doença descoberta há três meses. Em entrevista à Roberto Cabrini, na Record TV, a cantora compartilhou medos e angústias, além de ressaltar muita força de vontade, bom humor e o apoio da família.

A conversa, exibida no “Câmera Record”, com muitos momentos emocionantes, aconteceu na casa da cantora, em São Paulo. Simony, que já finalizou o tratamento, contou como foi encarar a perda dos cabelos, devido ao tratamento com quimioterapia.

“Eu fiz a quimio e, depois de 14 dias, meu cabelo começou a cair. E essa parte é muito difícil. É muito triste para uma mulher. Não adianta. Cabelo cresce, mas é uma junção de coisas…’, disse ela.

A cantora, que sempre se mostrou muito forte, ressaltou que enfrentou seu maior desafio ao descobrir a doença: “Aceitar que você tem essa doença e entender que tem que passar. O que você vai fazer? Chorei, chorei, chorei. É verdade. Aí, depois, eu falei: ‘chega de chorar, é a hora de lutar’. Não tem como você não chorar, não sentir medo. Isso é super normal”, disse ela.

A artista, contudo, ressaltou o que mais a deixou aflita: “Não tive medo da morte, (tive) medo de deixar os meus filhos”, confessou, emocionada.

APOIO DA FAMÍLIA E DOS FÃS

A artista ainda ressaltou que o apoio da família tem sido essencial nesse momento difícil e que foi o filho mais velho, Ryan Benelli, fruto da relação da artista com Afro-X, foi o responsável por raspar a sua cabeça após o cabelo começar a cair devido à quimioterapia. Além dos quatro filhos, ela conta ainda com o apoio do namorado, o cantor Felipe Rodriguez.

“Eu andava pela casa e caíam tufos de cabelo. Eu pedi para o meu marido raspar a minha cabeça, mas ele disse: ‘Não tenho coragem’. Então, pedi ao meu filho: ‘Faz isso para mim?’. Os olhos dele encheram de lágrimas… E ele fez”, contou, emocionada.

Simony classificou a atitude do filho como um ato de coragem: “Ele tirou. Chorou, eu chorei”, contou a artista.

A ex-Balão Mágico exaltou ainda o papel dos fãs: “Eles foram fundamentais em tudo isso para mim, foi uma cadeia de carinho, amor, orações. Muitas mensagens e orações”, disse ela.

NOVA ETAPA DO TRATAMENTO

Com o fim das sessões de quimioterapia, o tumor, que chegou a ter cinco centímetros, diminuir em mais de 50%. Segundo exames, a cantora não teve metástase pelo corpo e ela está pronta para começar as sessões de radioterapias.

“Agora, eu estou ótima, não tenho mais dor. Sentia muita dor no lado esquerdo, o tumor estava com 5 centímetros. É muita coisa. A dor só passou quando fiz a primeira quimioterapia. Tomei muito corticoide, que são os ‘prés’ da quimio, é uma bomba. (O remédio) Vai preparando o seu corpo”, disse Simony.

 

[O Fuxico]


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.