Gusttavo Lima é acusado de plágio por mais um compositor

IstoÉ Gente

Gusttavo Lima está sendo acusado de plágio mais uma vez. O compositor Fábio Basílio de Freitas, conhecido como Fabinho Basílio, afirma ser o autor de ‘Saudade Sua’, que foi intitulada originalmente como ‘Fundo do Poço’.

Para a coluna de Fábia Oliveira, do jornal O Dia, ele contou que entrou na Justiça contra o cantor sertanejo e disse: “Eu fiz uma música, entreguei para o Gusttavo Lima e ele tem uma equipe de compositores de muita estratégia, que acabaram catando a canção e manipulando. Isso foi em 2018. Ele não falou nada e eu acabei esquecendo da história. Um tempo depois, ele mesmo me ligou perguntando se eu queria vender a música. Me ofereceu primeiro $ 100 mil e eu disse para ele esperar um pouco porque eu tinha oferecido para outras pessoas. Ele me ofereceu R$ 200 mil , mas pedi só mais um tempinho. No dia 14 de maio de 2020, ele lançou a música. Ele fez o plágio e registrou no nome do irmão dele, o Luciano, e de mais três pessoas”.

E completou: “Ele canta a música de ré e para ele ficar na ideia, o que ele fez foi manipular a letra, mudar algumas palavras e ficou como a minha música ao contrário para não parecer um plágio, mas quem entende de composição, percebe”.

Também para a colunista, Edson Sales Feliciano, advogado de Basílio, contou que o processo corre em segredo de Justiça. Na ação, eles pedem o pagamento de danos materiais e de lucros cessantes no valor de R$ 55 milhões e por danos morais, o valor não inferior a R$ 25 milhões.

Além de Fabinho, Lima também foi processado por André Luiz Gonçalves da Silva, o De Lucca, pela totalidade dos direitos autorais da música ‘Fora do Comum’.

Sobre as acusações, a assessoria de imprensa do artista disse para Fábia que não irá se pronunciar antes dele ser oficialmente citado na ação.


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.