Michelle Bolsonaro publica trecho bíblico em primeira manifestação após eleições

A primeira-dama Michelle Bolsonaro (PL) publicou em suas redes sociais um trecho bíblico nesta segunda-feira (31), na primeira manifestação após a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no segundo turno das eleições para a Presidência.

“Salmos 117: Louvai ao senhor todas as nações, louvai-o todos os povos. Porque a sua benignidade é grande para conosco, e a verdade do senhor dura para sempre. Louvai ao senhor”, escreveu.

A publicação ocorreu mais de 18 horas após a definição do resultado das eleições presidenciais, no domingo (30). Candidato à reeleição derrotado, Jair Bolsonaro (PL) não fez comentários ou publicações nas redes sociais sobre o assunto nem reconheceu o resultado das urnas.

Atuantes nas redes sociais, os filhos do presidente Flávio Bolsonaro (PL), Carlos Bolsonaro (Republicanos) e Eduardo Bolsonaro (PL) também não se pronunciaram sobre o resultado das eleições.

Na noite de domingo (30), a senadora eleita pelo Distrito Federal Damares Alves (Republicanos) afirmou em sua conta no Twitter que Bolsonaro “deixará a Presidência da República em janeiro de cabeça erguida”.

 

[CNN]


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.