Técnico do Andirá deixa comando do clube

Mesmo com 100% de aproveitamento no segundo turno do Campeonato Acreano, o técnico Paulo Alessandro deixou o comando do Andirá. O presidente do Morcego, Afonso Alves, anunciou o desligamento do treinador nesse domingo (30). O auxiliar-técnico Eliezer Costa assume o comando da equipe para sequência do estadual.

Paulo Alessandro nem chegou a entrar em campo para comandar o Morcego na partida desse sábado (29), que terminou com a vitória do Galvez por 5 a 1. Segundo o dirigente, a decisão de demitir o técnico aconteceu na última semana devido à falta de 'compromisso com o clube'.

- É coisa interna. Ele não faz mais parte da comissão. Ele não tem compromisso com o clube não, tem compromisso com o empresário dele - justifica, sem dar mais detalhes sobre o assunto.

Ao ge, o treinador disse que foi surpreendido nos vestiários do estádio Florestão no confronto do último sábado (29), contra o Imperador. Além de ter sido impedido de comandar o time pelo dirigente, nem todos jogadores que ele havia escalado começaram a partida.

- Tive uma surpresa na hora da escalação. Tinha me tirado do treinador, colocou outro treinador, time todo bagunçado, todo desconjuntado. Infelizmente, só fiquei assistindo, minha parte tática foi toda desmanchada, trabalho outros jogadores, tenho certeza que se eu tivesse nessa partida não faria uma papelão desse, tomar de cinco. A gente, como está trabalhando contra o tempo, infelizmente um time curto de trabalho, mas minha equipe é um pouco mais postada. O presidente mudou a equipe, não foi mais ou menos o meu jeito de trabalho. Um estado difícil de trabalhar, sem estrutura nenhuma o Andirá e as outras equipes também com estrutura desguarnecida. Nós tínhamos um projeto para andar um pouco mais, mas o presidente não teve essa felicidade de enxergar isso com bons olhos - declarou.

Paulo Alessandro teve duas vitórias em dois jogos no comando do Andirá no returno do estadual. O Morcego, que ocupa a quarta posição do grupo A com seis pontos, volta a campo no próximo sábado (5), para encarar o Náuas, às 15h (do Acre), no estádio Florestão.

 

Globoesporte

 


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.