Tênis de mesa: Brasil estreia à noite no Mundial por Equipes na China

O tênis de mesa brasileiro estreia nesta quinta-feira (29), às 23h (horário de Brasília), no Campeonato Mundial por Equipes, na cidade de Chengdu, na China, a maior potência na modalidade. Na equipe masculina do Brasil estão Hugo Calderano, atual número seis  do mundo, Vitor Ishiy e Eric Jouti. Já a feminina tem as irmãs Bruna e Giulia Takahashi, além de Laura Watanabe.

A competição bienal volta a ocorrer após quatro anos – o Mundial de 2020 programado para ocorrer na Coreia do Sul foi cancelado em razão da pandemia de covid-19. A última edição, em 2018, foi histórica para o Brasil, que chegou às quartas de final, a melhor campanha até então.

Nesta noite, o time masculino faz a primeira partida contra a Dinamarca. O Brasil é cabeça de chave do Grupo 6, que tem ainda Portugal e Eslováquia.

Já as mesa-tenistas brasileiras, lideradas por Bruna Takahashi, 21ª melhor do mundo, estreiam contra as sul-africanas pelo Grupo 3 (os demais integrantes são França, Itália, e Hong Kong, este último cabeça de chave).

“Estou muito feliz com a nossa equipe com a Giulia e a Laura, um time que está vindo para o cenário internacional. Não vejo a hora de atuar com elas e ver como vai ser”, disse Bruna, de 22 anos, que em junho deste ano ficou em terceiro lugar no WTT Contender Lima.

Na fase de grupos as equipes fazem jogos únicos. Os dois primeiros colocados em cada grupo avançam direto às oitavas de final. Também se classificam os dois melhores terceiros colocados (masculino) e os quatro melhores terceiros (feminino). As oitavas começam em  começam em 5 de outubro. A final feminina está programada para o dia 8 (sábado) e a masculina para 9 de outubro (domingo).

Os donos da casa são os favoritos ao título. A delegação chinesa já venceu o Mundial 21 vezes e conta com os mais bem ranqueados do tênis de mesa mundial: Fan Zhendong (número 1 do ranking) e o campeão olímpico Ma Long (3º) entre os homens, e entre as mulheres a campeã olímpica Chen Meng (1ª no ranking) e Sun Yingsha (2ª). 

 

[Agência Brasil]


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.