Presidente do Cruzeiro anuncia acordo com Independiente del Valle para parcelar dívida por zagueiro Caicedo

Cruzeiro chegou a um acordo com o Independiente del Valle, do Equador, para parcelar a dívida da contratação do zagueiro Kunty Caicedo, efetuada em dezembro de 2016. Em live nesta quinta-feira no YouTube, o presidente Sérgio Santos Rodrigues revelou que o débito será dividido em 18 vezes. Por sua vez, o clube equatoriano se comprometeu a retirar a ação na Fifa que corre desde agosto de 2017.

“Acabamos de assinar acordo com o Independiente del Valle. A gente tinha uma dívida de US$ 650 mil consolidada agora para o dia 20 de agosto. Quero agradecer inclusive ao presidente do Independiente, Santiago (Morales), com quem falei diretamente ao longo da semana. Hoje, mandei a minuta assinada, estava esperando a dele e acabou de chegar ao meu WhatsApp”, disse.

No dia 16 de julho, o Cruzeiro informou, por meio de seu site oficial, que havia recebido ordem de pagamento de US$ 674.502,00 (cerca de R$ 3,6 milhões) no primeiro processo do Del Valle. A segunda ação, de valor superior, não foi detalhada no comunicado, mas será englobada nas 18 prestações.

“A gente pegou essa dívida já consolidada que tínhamos anunciado para o dia 20 de agosto, somamos uma outra dívida que vai consolidar ainda este ano, com um valor bem maior, e conseguimos parcelar todo esse valor em 18 vezes, de forma que esse pagamento se adeque à realidade do Cruzeiro”, explicou Sérgio Rodrigues.

Em posicionamento posterior à live do presidente, o Cruzeiro disse que não revelará a totalidade do acordo devido a cláusulas de confidencialidade. Conforme apurado pela reportagem, o Del Valle pleiteava na segunda ação US$ 1,26 milhão (R$ 6,5 milhões), além de multas e custas processuais devidas à Fifa no valor de 20 mil francos suíços (R$ 113 mil).

Rotulado como zagueiro de agilidade e velocidade, Caicedo teve passagem discreta pelo Cruzeiro e não passou confiança aos torcedores, sobretudo pelas constantes falhas em jogadas de bola aérea. Além disso, o equatoriano viveu drama familiar com a doença da mãe, Carmen Medina, que morreu em maio de 2018. Hoje, aos 28 anos, o defensor atua pela LDU de Quito. Antes, vestiu as camisas de Barcelona de Guayaquil, também do Equador, e Veracruz, do México.

Outras pendências

Nos últimos meses, o Cruzeiro conseguiu resolver outras pendências na Fifa. Em 28 de maio, o clube pagou 600 mil euros (R$ 3,5 milhões) ao Zorya, da Ucrânia, pela compra dos direitos econômicos do atacante Willian, em julho de 2014. Em 10 de julho, foi a vez de costurar acordo com o Tigres, do México, pela aquisição de Rafael Sobis, em junho de 2016. Na somatória, a Raposa diz ter quitado mais de R$ 20 milhões.

“Para nós, é de extrema importância e mostra a credibilidade que tem o novo Cruzeiro. Desde o momento que entramos aqui, trabalhamos com seriedade para pagar as dívidas e recolocar o Cruzeiro nos eixos”, comemorou Sérgio Santos Rodrigues.

A roda de negociações com os credores foi intensificada pelo Cruzeiro depois que a Fifa determinou a retirada de seis pontos do time na Série B do Brasileiro. O motivo da sanção foi uma dívida de 850 mil euros (mais de R$ 5 milhões) com o Al Wahda, dos Emirados Árabes Unidos, pela contratação por empréstimo do volante Denílson, em julho de 2016.

 

Superesportes


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.