FPF aprimora protocolo de segurança e saúde para volta do futebol

Agência Brasil

Em reunião online nesta segunda-feira (29), a Federação Paulista de Futebol (FPF), os 16 clubes da série principal do Paulistão, os Sindicatos dos Atletas, dos Árbitros e dos Treinadores apresentaram, em nota oficial, um protocolo ainda mais rigoroso para tentar evitar os riscos de transmissão do novo coronavírus (covid 19). O modelo prevê a organização de ambientes controlados, em que os clubes ficarão isolados em centros de treinamento ou hotéis, se deslocando apenas para os jogos. O documento cita ainda maior frequência de testagens, redução de efetivo de pessoas nos jogos, entre outras medidas.

A FPF explica que o novo protocolo será submetido ao Ministério Público e ao Governo do Estado de São Paulo. Devido à alta da pandemia, os jogos de futebol estão proibidos desde o dia 15 de março. Na sexta-feira (26), o governo paulista prorrogou a suspensão do Paulistão até o dia 11 de abril.

“Os clubes e a FPF ressaltam que este cenário com a renovação da fase emergencial gera um enorme retrocesso no controle de saúde dos atletas e comissões técnicas, além de um enorme prejuízo técnico”, explica a nota da Federação, que espera conseguir autorização das autoridades para realizar jogos até 11 de abril. O aprimorado protocolo foi realizado pelo Comitê Médico da FPF, em conjunto com médicos dos 16 clubes da série principal do Campeonato Paulista.


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.