Copa do Brasil: Flamengo pressiona, mas Athletico-PR segura empate

O primeiro jogo entre Flamengo e Athletico-PR, pelas quartas de final da Copa do Brasil, terminou sem gols. Nesta quarta-feira (27), o Rubro-Negro carioca pressionou durante os 90 minutos, mas esbarrou na boa marcação do Furacão, que segurou o empate por 0 a 0 no Maracanã, no Rio de Janeiro.

O reencontro será no próximo dia 17 de agosto, na Arena da Baixada, em Curitiba, às 21h30 (horário de Brasília). Em caso de novo empate, a decisão da vaga às semifinais será nos pênaltis.

A etapa inicial foi de total domínio do Flamengo. Nos primeiros 20 minutos, o goleiro Bento foi obrigado a trabalhar três vezes, salvando, em uma delas, um desvio de calcanhar perigoso de Pedro. Aos 30, o também atacante Gabriel teve a oportunidade, livre na área, após cruzamento do volante João Gomes, mas chutou por cima. Todo recuado, o Athletico finalizou pela primeira vez aos 45 minutos, com o volante Fernandinho, que mandou sobre a meta do goleiro Santos.

O Flamengo manteve a postura na segunda etapa. Aos quatro minutos, o meia Giorgian de Arrascaeta cobrou escanteio e Pedro cabeceou na trave. No minuto seguinte, foi a vez do uruguaio escorar com perigo, rente ao gol de Bento. Aos 21, Gabriel teve uma finalização salva em cima da linha pelo lateral Khellven. Quatro minutos depois, o camisa 9 mandou no travessão, para desespero dos mais de 65 mil torcedores presentes no Maracanã.

Satisfeito com o empate, o Furacão ainda assustou no fim, em lances de bola parada, com o zagueiro Matheus Felipe e o volante Erick, mas sem mexer no placar. Nos acréscimos, o time da casa perdeu o zagueiro David Luiz, expulso.

Antes de pensar novamente na Copa do Brasil, Flamengo e Athletico mudam as atenções para o Campeonato Brasileiro. Neste sábado (30), às 20h30, o Rubro-Negro carioca recebe o Atlético-GO no Maracanã. No domingo (31), às 16h, o Furacão enfrenta o São Paulo na Arena da Baixada. As partidas abrem o segundo turno da competição.

 

[Agência Brasil]


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.