Atlético-MG vence Flamengo de novo no Mineirão e abre vantagem na Copa do Brasil

Três dias depois de duelarem pelo Campeonato Brasileiro, Atlético-MG e Flamengo reeditaram um dos principais clássicos do futebol nacional, agora pela Copa do Brasil. E o vencedor foi o mesmo do fim de semana. No Mineirão, o Galo derrotou o rubro-negro carioca por 2 a 1, com gols de Hulk, Ademir e Lázaro, abrindo vantagem na série válida pelas oitavas de final.

O duelo de volta será disputado em 13 de julho, às 21h30, no Maracanã. E o Atlético-MG, com o resultado obtido nesta quarta-feira (22), poderá empatar para avançar às quartas de final. O Flamengo precisará triunfar por ao menos dois gols de vantagem para se classificar, com triunfo pela diferença mínima levando o confronto aos pênaltis.

No último domingo, Atlético-MG e Flamengo haviam duelado pelo Brasileirão, no Mineirão, com o Galo vencendo por 2 a 0. E os duelos tiveram algumas coincidências, pois o segundo gol das duas partidas foi marcado por Ademir após passe de Hulk. E o time mineiro também perdeu um jogador por lesão no primeiro tempo de cada confronto: Jair, no domingo (19), e Keno, nesta quarta-feira.

O principal diferencial desta noite foi Hulk, agora com 21 gols em 27 jogos pelo Atlético-MG nesta temporada. Autor de um gol logo nos minutos iniciais da partida, ele foi o destaque do confronto, tendo construído a jogada do segundo, no começo da etapa final.  E deu ainda mais tranquilidade ao técnico Turco Mohamed, que chegou aos confrontos com o Flamengo pressionado, mas agora ganha fôlego após vencer duas vezes consecutivas o adversário.

É um cenário oposto ao de Dorival Júnior, que assumiu o Flamengo recentemente e só ganhou uma vez, agora com três derrotas. E novamente o time apresentou baixa produção ofensiva no lotado Mineirão, que recebeu 53.953 torcedores.

Antes desse grande encontro nas oitavas de final da Copa do Brasil, Atlético-MG e Flamengo haviam estreado na competição apenas na terceira fase, por estarem envolvidos na Libertadores. E passaram por Brasiliense e Altos-PI, respectivamente. Na história da competição, os times duelaram outras duas vezes: a equipe carioca se deu melhor nas quartas de final de 2006 e a mineira deu o troco nas semifinais de 2014.

Como foi o jogo

Apenas três dias após se enfrentarem no Mineirão pelo Campeonato Brasileiro, os times voltaram ao estádio com algumas novidades. No lado do Atlético-MG, Turco Mohamed apenas promoveu a entrada de Otávio no meio-campo, no lugar de Jair, como ocorreu no primeiro tempo do confronto anterior, por causa de lesão na mão esquerda.

Já no Flamengo, Dorival optou pelos retornos de Filipe Luís e Willian Arão, que ocupou a vaga de Vitinho, em uma ação para reforçar o meio-campo após o revés por 2 a 0, deixando a equipe com três volantes. A mudança até deu mais posse de bola ao time carioca, mesmo atuando como visitante. Porém, não impediu que a equipe fosse vazada na primeira ação ofensiva de perigo do adversário.

Apostando na transição rápida para o ataque, o Atlético-MG logo abriu o placar. Aos 7 minutos, Mariano deu lançamento longo para Hulk, que, com a bola quicando, tocou por cima de Diego Alves, na entrada da grande área: Galo 1 a 0.

O gol precoce reforçou as posturas das equipes, com o Flamengo tendo mais posse de bola no campo ofensivo durante o restante do primeiro tempo. O time carioca até teve uma oportunidade, com Andreas Pereira, aos 11, em disparo defendido por Everson, mas pecou pela falta de criatividade, sendo pouco efetivo.

O Atlético-MG, por sua vez, apresentava segurança defensiva e corria poucos riscos, enquanto esperava uma oportunidade para contra-atacar. Mas terminou o primeiro tempo com uma baixa, pois perdeu Keno, lesionado, substituído por Ademir.

O cenário do jogo não se alterou no começo da etapa final, mas com uma grande diferença. O contra-ataque esperado pelo Atlético-MG surgiu aos 10 minutos do segundo tempo. E pelos pés de Hulk. Após erro de passe de Matheuzinho, Nacho acionou o atacante, que avançou pela esquerda e cruzou para Ademir, de cabeça, fazer 2 a 0.

O gol desnorteou o pouco de organização que o Flamengo apresentava no Mineirão e até levou Dorival a fazer três mudanças de uma vez, com as entradas de Rodinei, Lázaro e Pedro. Mas o Atlético-MG passou a encontrar mais espaços e poderia ter ampliado o placar, com Nacho, aos 23, e com Allan, aos 29.

Mas o gol não saiu e o Flamengo conseguiu diminuir o seu prejuízo com a participação decisiva de dois reservas. Aos 35 minutos, Rodinei cruzou na segunda trave e Lázaro chegou finalizando. Everson tentou a defesa com os pés, mas sem sucesso.

O gol, claro, animou o Flamengo, que tentou buscar o empate no fim do confronto. Mas o Atlético-MG soube controlar o adversário e ainda acertou a trave nos acréscimos, com Calebe. Assim, garantiu a vitória e a vantagem para o confronto de volta, no Maracanã.

Agenda

Depois de dois duelos entre eles, os times voltarão a campo no próximo sábado pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Flamengo vai receber o América-MG, às 19h, no Maracanã, enquanto o Atlético-MG terá pela frente o Fortaleza, às 21h, no Mineirão.

 

[CNN]


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.