Cruzeiro derrota o Vasco e retorna à Série A do Brasileiro

O dia finalmente chegou. Após uma espera de mais de dois anos na Série B do Campeonato Brasileiro, o torcedor do Cruzeiro finalmente pode soltar o grito de que a Raposa está de volta à principal divisão do futebol nacional. O acesso foi garantido, na noite desta quarta-feira (21) no estádio do Mineirão, com uma vitória de 3 a 0 sobre o Vasco.

Com os três pontos conquistados diante de 59.204 torcedores, o Cruzeiro chegou aos 68, ficando a 15 de vantagem do vice-líder Grêmio. Com isso, a Raposa não pode mais terminar a Série B fora do G4, o que confirma a sua presença na Primeira Divisão do Brasileiro em 2023.

O jogo mais esperado da 31ª rodada da competição começou com o Vasco levando perigo aos donos da casa, em especial nas jogadas de escanteio. Mas o tempo foi passando e a Raposa foi assumindo o comando das ações, criando boas oportunidades. E, de tanto tentar, a equipe comandada pelo técnico uruguaio Paulo Pezzolano abriu o placar aos 24 minutos. Eguinaldo tropeçou na intermediária ao tentar sair jogando e a bola ficou com Filipe Machado, que bateu da entrada da área, contando com vacilo do goleiro Thiago Rodrigues, para marcar.

Aos 39 a Raposa ficou muito perto de ampliar, quando Bruno Rodrigues acertou o travessão em cobrança de falta.

Na volta do intervalo o técnico Jorginho ainda tentou mudar o panorama da partida com a entrada de Figueiredo e Edimar nos lugares de Raniel e Paulo Victor. Mas o Cruzeiro era melhor e ampliou sua vantagem aos 14 minutos da etapa final. Wesley Gasolina lançou Bruno Rodrigues, que partiu em velocidade antes de rolar para o artilheiro Edu apenas escorar.

Mas a torcida queria mais, e a Raposa garantiu o terceiro já aos 40 minutos. Marquinhos Cipriano dominou na ponta esquerda, se livrou de um marcador e cruzou para Luvannor, que, mesmo pressionado pela defesa, bateu para dar números ao placar.A partir daí coube ao time de Paulo Pezzolano administrar a vantagem para comemorar o esperado acesso, garantido com sete rodadas de antecedência.

 

[Agência Brasil]


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.