Japão identifica primeiro caso de Covid-19 no revezamento da tocha olímpica

Os organizadores dos Jogos Olímpicos de Tóquio anunciaram nesta quinta-feira (22) o primeiro caso de Covid-19 detectado durante o revezamento da tocha olímpica. Um homem que participou no revezamento na ilha de Shikoku, no oeste do país, testou positivo, afirmou o comitê organizador, que não divulgou a identidade do paciente. O comitê se comprometeu a trabalhar com as autoridades médicas para "adotar as precauções necessárias e organizar um revezamento da tocha seguro". Os Jogos Olímpicos, que deveriam ter acontecido em 2020 e foram adiados por um ano, têm a cerimônia de abertura programada para 23 de julho.

A cidade histórica de Kioto é mais uma que reluta a participar no evento e, segundo a imprensa, as autoridades municipais exigirão que o revezamento não aconteça em vias públicas. O jornal local "Asahi" informou que Kioto deve propor que o evento aconteça no Castelo de Nijo, declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco. Na semana passada, o revezamento da tocha em Osaka aconteceu em um circuito fechado em um parque, sem a presença de público.

Okinawa, no sul do Japão, e a cidade de Matsuyama, no oeste do país, cancelaram as etapas do revezamento devido ao aumento de casos de Covid-19. Os organizadores insistem que o revezamento da tocha, que envolve quase 10.000 pessoas que atravessam os 47 departamentos do Japão, acontece de forma segura, com medidas estritas de combate ao vírus. Mas também advertiram que etapas do revezamento poderiam ser suspensas em caso de aglomeração.

O revezamento começou em 25 de março em Fukushima. O Japão, que registra atualmente uma nova onda de contágios, pode declarar na sexta-feira (23) um novo estado de emergência em alguns municípios, incluindo Tóquio e Osaka.

Globo.com


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.