Cruzeiro precisa de mais de R$ 30 milhões para colocar finanças em dia

greve dos jogadores do Cruzeiro expôs uma chaga aberta no clube mineiro que se arrasta há muito tempo. Os constantes atrasos de salários são a ponta de um problema ainda maior: dívidas passadas e acordos não pagos. 

Após empatar com o Botafogo no Independência, e ver como quase impossível o acesso à Série A para 2022, os jogadores do Cruzeiro emitiram carta ao torcedor, informando que não iriam treinar, em protesto contra os salários atrasados. Enquanto isso, o presidente do clube, Sérgio Rodrigues, estava em Portugal para ministrar palestra em um evento de gestão de futebol na capital Lisboa. O mandatário retornou ao Brasil na quinta-feira, tendo que lidar com a greveSe reuniu na sexta com empresários parceiros, dando início à busca por uma solução. Também conversou com lideranças do elenco. No domingo, os jogadores do elenco profissional já voltaram aos treinos na Toca da Raposa II. A diretoria apresentou um detalhamento da dívida com funcionários e atletas: R$ 9 milhões. O ge detalha abaixo por quê o time mineiro precisa de mais de R$ 30 milhões para conseguir entrar no próximo ano minimamente estabilizado para um planejamento de temporada. 

Além do atraso nas folhas, o clube vem fracionando o pagamento de parte de seus funcionários e atletas há alguns meses, o que ampliou o passivo trabalhista. Há também casos de funcionários que saem de férias e não recebem o que lhes é de direito. Somado a isso, o clube tem as folhas dos próximos meses a vencer (outubro, novembro e dezembro), além de 13° e férias. O Cruzeiro ainda acumula outros compromissos trabalhistas em atraso, como férias, 13ª salários, FGTS deste ano ano e também de 2020 com parte dos funcionários. Na chegada de Vanderlei Luxemburgo ao time, o diretoria recebeu um aporte de R$ 8 milhões, referentes ao patrocínio master de 2023, para pagar os vencimentos de todos os funcionários, mas o recurso acabou sendo direcionado apenas para o profissional. Sem dinheiro em caixa, o clube precisaria de, pelo menos, de R$ 20 milhões para colocar em dia os pagamentos e garantir pagar em dia as folhas que ainda estão por vencer. Só com a equipe profissional, o débito está na casa dos R$ 5 milhões de reais.

Dívida FIFA

Outro ponto importantíssimo que o clube trabalha é com o pagamento da dívida da FIFA que hoje o impede de registrar jogadores. O Cruzeiro sofre com os dois transfer ban na entidade. 

Para se livrar disso, o clube precisa pagar os poucos mais de R$ 14 milhões dos impedimentos de registro de atletas por causa das dívidas com o Defensor, do Uruguai (compra de Arrascaeta) e também com o Mazatlán FC, do México (pela aquisição de Riascos).

Em campo

Saindo dos bastidores e indo para o campo, o Cruzeiro está prestes a disputar sua terceira Série B consecutiva. O time tem 39 pontos na competição e está na 11ª posição. Para conseguir acesso, time precisa vencer as oito partidas restantes e contar com outros resultados. A permanência na Segunda Divisão também implica em menos receita para o clube, uma vez que as verbas recebidas de transmissões também são menores. A próxima partida do time mineiro é contra o Avaí, na Ressacada, na sexta-feira, dia 22.

[Globo.com]


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.