Com derrotas, São Paulo perde o posto de melhor defesa do Brasileirão

Lance!

O São Paulo perdeu a condição de defesa menos vazada do Brasileirão, com as derrotas para Red Bull Bragantino por 4 a 2 e Santos por 1 a 0. Agora, o sistema defensivo do Tricolor é o quinto menos vazado do campeonato, com 27 gols sofridos em 29 jogos.

Na frente da equipe, estão Fortaleza (26), Internacional (26), Palmeiras (25) e Grêmio, que sofreu 23 gols e estava junto com o São Paulo como a defesa menos vazada do torneio.

Nos dois jogos, o São Paulo teve defesas diferentes. Diante do Massa Bruta, a equipe não pôde contar com o zagueiro Arboleda, o lateral Juanfran e principalmente o volante Luan, que vem sendo um pilar na proteção dos zagueiros. Diego Costa, Igor Vinicius e Tchê Tchê foram os substitutos, mas não corresponderam as expectativas.

Já diante do Santos, o técnico Fernando Diniz não teve o zagueiro Bruno Alves, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Léo entrou na equipe, que teve as voltas de Arboleda, Juanfran e Luan. Porém, novamente a defesa foi vazada e sofreu a derrota, tendo o azar de uma falha de Volpi no gol santista.

Contra o Athletico, Fernando Diniz deve escalar sua zaga considerada ideal, com Juanfran, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo. Luan deve continuar na equipe titular, fazendo a proteção do sistema defensivo. Resta saber se a equipe não será vazada e conseguirá manter o bom desempenho que marcou o Brasileirão do Tricolor.

 

 


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.