Nova frustração na Champions mantém Neymar longe dos prêmios individuais

eliminação do Paris Saint-Germain na semifinal da Liga dos Campeões interrompeu o sonho do time francês de alcançar o inédito e sonhado título europeu e deixou seus dois principais jogadores, Neymar e Mbappé mais longe da corrida por prêmios individuais na temporada.

Tradicionalmente, o sucesso nas principais competições internacionais alavanca os grandes nomes das equipes campeãs na escolha do melhor jogador da temporada. Foi assim ano passado, quando o polonês Robert Lewandowski ganhou o prêmio Fifa The Best após liderar o Bayern de Munique na conquista da Champions League, da qual foi o artilheiro, com 16 gols, além de levar os títulos do Campeonato Alemão e da Copa da Alemanha, sendo também o goleador das duas competições.Este ano, ainda não há um favorito disparado. Entre os principais candidatos, desponta o belga Kevin De Bruyne, cérebro do Manchester City finalista da Champions. Destaque de um Real Madrid irregular, Karim Benzema corre por fora, e terá mais chance se o time espanhol superar o Chelsea nesta quarta e chegar à decisão da Champions e, principalmente, se levar o título. Lewandowski aparece na liderança do especial Melhores do Mundo do ge, que acompanha o desempenho dos grandes astros internacionais e terá nova parcial publicada na próxima semana. Apesar do fracasso na Champions, eliminado nas oitavas de final, Messi ainda é visto como possível concorrente pela substancial melhora das atuações em 2021 após um início de temporada apático e, claro, por ser o recordista de prêmios de melhor do mundo, com seis eleições na festa da Fifa. Ganhou a Copa do Rei, mas certamente fará diferença se conseguir levar o time ao título do Campeonato Espanhol, do qual é o artilheiro isolado, com 28 gols. O Barça é o terceiro colocado, a dois pontos do líder Atlético de Madrid.

Neymar teve mais uma temporada marcada por contusão na virada do ano que o impediu de ter regularidade, problema que atrapalhou sua busca pelo título das duas Champions anteriores - em 2018, perdeu o jogo de volta das oitavas contra o Real Madrid, e na temporada seguinte desfalcou o PSG nos dois duelos contra o Manchester United. Nas duas vezes, o time francês caiu nas oitavas. Este ano, a lesão na coxa esquerda sofrida em fevereiro tirou o atacante de 29 anos dos jogos contra o Barcelona, também nas oitavas da Champions. Na ausência do craque, Mbappé brilhou com três gols no 4 a 1 do PSG na ida, na Espanha, que abriu caminho para a classificação.

[Globo.com]


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.