Prefeita Socorro Neri entrega documentação e pede ao MPAC que acompanhe o concurso da Educação

“Não há absolutamente nada a esconder”, desta forma a prefeita Socorro Neri abriu a reunião com a procuradora-geral do Ministério Público do Acre (MPAC), Kátia Rejane de Araújo Rodrigues e entregou cópias de toda a documentação do concurso público para o preenchimento de 553 vagas efetivas na Educação do município. Durante o encontro, a prefeita solicitou que o MPAC analise todo o processo e também participe do concurso como órgão observador.

“A Prefeitura de Rio Branco agiu corretamente na contratação da Fundape [Fundação de Apoio e Desenvolvimento ao Ensino, Pesquisa e Extensão Universitária no Acre] e na recomendação que a instituição anulasse as provas realizadas no turno da manhã e fizesse o cancelamento das provas que seriam aplicadas no turno da tarde. Em respeito aos candidatos, em respeito lisura e à concorrência, que deve ser justa, nós tomamos essas atitudes”, disse Socorro Neri.

A procuradora-geral classificou como acertadas as decisões tomadas pela Prefeitura de Rio Branco. “Nós vamos, sim, designar um procurador para acompanhar todo o processo e também para que toda a população tenha a garantia de que o concurso seja pautado pelos princípios da legalidade, transparência, é isso que nós vamos observar”.

A prefeita Socorro Neri também esclareceu que uma nova banca elaboradora das provas e uma nova comissão organizadora do concurso serão constituídas e a nova data dos exames será divulgada em breve. Ainda de acordo com a prefeita, o cancelamento do concurso tornaria inviável a realização do mesmo pela atual gestão, por impedimento da lei eleitoral. “Nós vamos manter o concurso. No próximo ano nós vamos contratar esses profissionais para que as escolas do nosso município tenham em seus quadros somente servidores efetivos. Tudo o que nós queremos é garantir aos candidatos a total lisura desse processo”.

 

 

ASSESSORIA


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.