Dívida da Americanas com os maiores bancos brasileiros ultrapassa os R$ 22 bilhões

A lista detalhada de credores da Americanas obtida pela CNN revela que mais da metade da dívida da empresa é com os maiores bancos brasileiros.

São mais de R$ 22 bilhões divididos entre apenas nove bancos de um total de R$ 41 bilhões reconhecidos na recuperação judicial.

Os dados ajudam a explicar o tamanho da briga entre os bancos credores e a empresa de Jorge Paulo Lemann, Beto Sicupira e Marcel Telles.

Os bancos alegam que não tinham conhecimento da total exposição da empresa por causa do que vem sendo investigado como possível fraude no balanço. O trio de empresários nega conhecimento.

De acordo com a lista protocolada na Justiça, os principais credores privados são Bradesco com R$ 4,5 bilhões, Santander R$ 3,6 bilhões, BTG com R$ 3,4 bilhões, Votorantim com R$ 3,3 bilhões, Itaú Unibanco com R$ 2,7 bilhões e Safra com R$ 2,5 bilhões.

A exposição dos bancos públicos é menor. Banco do Brasil tem R$ 1,3 bilhão, Caixa, R$ 501 milhões e BNDES, R$ 276 milhões.

 

[CNN]


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.