Datafolha: Bolsonaro perde no 2º turno para Lula, Ciro e Doria. Petista lidera todos os cenários

Pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira (17) aponta que Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem larga vantagem sobre Jair Bolsonaro na disputa presidencial do ano que vem tanto no primeiro como no segundo turno. Na simulação de segundo turno, Bolsonaro perde em todos os cenários aferidos, para Lula, Ciro Gomes (PDT) e João Doria (PSDB). Nesse cenário, Lula tem 56% das intenções de voto, índice inferior aos 58% registrados na última pesquisa. Já o atual presidente da República registrou 31% das intenções de voto, mesmo percentual do levantamento anterior.

A pesquisa foi realizada de 13 a 15 de setembro e entrevistou 3.667 eleitores presencialmente em 190 cidades do país. O nível de confiança é de 95% e a margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. O instituto realizou simulações de quatro possíveis cenários para o primeiro turno. Os dois primeiros foram comparados com os resultados do levantamento de julho. Os demais são novos, feitos a partir de novas possíveis candidaturas anunciadas.

Primeiro turno

Cenário A

  • Lula (PT): 44% (46% na pesquisa anterior)
  • Jair Bolsonaro (sem partido): 26% (25% na pesquisa anterior)
  • Ciro Gomes (PDT): 9% (8% na pesquisa anterior)
  • João Doria (PSDB): 4% (5% na pesquisa anterior)
  • Luiz Henrique Mandetta (DEM): 3% (4% na pesquisa anterior)
  • Em branco/nulo/nenhum: 11% (10% na pesquisa anterior)
  • Não sabe: 2% (2% na pesquisa anterior)

Cenário B

  • Lula (PT): 42 (46% na pesquisa anterior)
  • Jair Bolsonaro (sem partido): 25% (25% na pesquisa anterior)
  • Ciro Gomes (PDT): 12% (9% na pesquisa anterior)
  • Luiz Henrique Mandetta (DEM): 2% (5% na pesquisa anterior)
  • Eduardo Leite (PSDB): 4% (3% na pesquisa anterior)
  • Em branco/nulo/nenhum: 11% (10% na pesquisa anterior)
  • Não sabe: 2% (2% na pesquisa anterior)

Cenário C

  • Lula (PT): 44%
  • Jair Bolsonaro (sem partido): 26%
  • Ciro Gomes (PDT): 11%
  • João Doria (PSDB): 6%
  • Em branco/nulo/nenhum: 11%
  • Não sabe: 1%

Cenário D

  • Lula (PT): 42%
  • Jair Bolsonaro (sem partido): 24%
  • Ciro Gomes (PDT): 10%
  • João Doria (PSDB): 5%
  • José Luiz Datena (PSL): 4%
  • Simone Tebet (MDB): 2%
  • Aldo Rebelo (sem partido): 1%
  • Rodrigo Pacheco (DEM): 1%
  • Alessandro Vieira (Cidadania): 0%
  • Em branco/nulo/nenhum: 10%
  • Não sabe: 2%

Para o segundo turno, a pesquisa aponta cinco cenários possíveis. Veja:

  • Lula (56%) x (31%) Bolsonaro. Votos em branco (13%); não sabe (1%)
  • Lula (55%) x (22%) João Doria. Votos em branco (22%); não sabe (1%)
  • Ciro (52%) x (33%) Bolsonaro. Votos em branco (15%); não sabe (1%)
  • Ciro (29%) x (51%) Lula. Votos em branco (19%); não sabe (1%)
  • Bolsonaro (34%) x João Doria (46%). Votos em branco (19%); não sabe (1%)

Pesquisa Datafolha divulgada nessa quinta já apontava a piora na avaliação de Bolsonaro, em seu pior momento desde o início do mandato. A avaliação de Bolsonaro chegou a 53% de ruim ou péssimo, ante 51% em julho. Já 24% consideram o governo regular, o mesmo da última pesquisa. E 22% consideram Bolsonaro ótimo ou bom, ante 24% da pesquisa anterior.

[Congresso em foco]


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.