"Teremos eleições seguras', afirma o ministro da Justiça: 'Não estamos indo para uma guerra'

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, disse neste sábado que as eleições deste domingo serão “seguras”. Em entrevista coletiva, o ministro de Jair Bolsonaro informou que 500 mil agentes de segurança, entre policiais civis, militares e federais estarão prontos para garantir a tranquilidade do pleito.

No domingo, nós vamos ter eleições seguras. A segurança nós vamos dar à população brasileira, para que o povo possa exercer o seu direito de votar, livre transitar nas ruas do nosso país. O Ministério da Justiça e Segurança Pública vai coordenar por meio da Secretaria de Operações Integradas essa operação — disse Anderson Torres.

Questionado sobre a regra que impede o porte de arma no dia da eleição, a não ser de agentes trabalhando, Anderson Torres disse que não há problema e que a eleição não é “uma guerra”.

— O planejamento está pronto muito antes dessa proibição. Isso não altera em absolutamente nada o nosso planejamento e o nosso trabalho. Não tenho como fazer previsão de confronto. Na verdade, não estamos indo para uma guerra, estamos indo para eleição — argumentou.

Desde segunda-feira, a pasta contabilizou 34 prisões no país relacionadas a crimes eleitorais. Também foram apreendidos R$ 3 milhões. Durante o dia de domingo, o ministério centralizará as informações sobre detidos por propaganda irregular, boca de urna, compra de votos e outras práticas vedadas pela legislação eleitoral.

Questionado sobre a estratégia para garantir a votação em áreas de milícia e tráfico de drogas, Anderson Torres afirmou que recebeu dos estados um mapeamento de áreas sensíveis. Ele ressaltou, porém, que caberá aos estados garantir a votação em locais dominados por criminosos.

— Nós centralizamos as informações — disse o ministro.

[OGLOBO]


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.