Produtores rurais são beneficiados com casas do Programa Nacional de Habitação Rural

O prefeito Marcus Alexandre, o deputado federal Sibá Machado e o superintendente do INCRA no Acre, Márcio Alécio, entregaram no último sábado, no Polo Agroflorestal Geraldo Fleming, Km 19 da Estrada de Porto Acre, a agricultores, onze casas do Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR), que faz parte do Programa Minha Casa Minha Vida, do governo federal.

Cada residência sai ao valor R$ 30.500, custeados pela Caixa Econômica Federal.  Deste total, os moradores vão pagar R$1.220 em quatro parcelas de R$ 305. Além das 11 casas do Polo Geraldo Fleming, outras 18 foram construídas no Polo Custódio Freire, 8 no Polo Nove Irmãos, 2 na Comunidade Quixadá e 6 na Boa Água, totalizando 45 unidades habitacionais, que são parte do segundo grupo do PNHR.

Todo o trâmite do PNHR começa na secretaria Municipal de Agricultura e Floresta (SAFRA), que cadastra as famílias a serem beneficiadas no INCRA e no Cadastro Único – CadÚnico, da secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social (SEMCAS).

“Para mim é como um palácio”

A agricultora Simiane Souza, que vive com as três filhas, mostra as casas onde morou antes: uma feita de palhas e lona e outra de madeira. Para ela, a atual residência é “como um palácio, para mim, que sei o que é dificuldade. Trabalho no sol e, quando chego em casa, deito no chão frio de lajota da minha casa, que é sempre arejada e tem banheiro interno. É muito mais conforto para mim e minhas filhas”, conta a agricultora.

Seu Valdir Andrade, de 64 anos, conta que “nunca pensava em ter uma casa própria neste padrão para mim e minha esposa”.

O prefeito Marcus Alexandre diz que cada esfera dos governos federal, estadual e municipal, faz sua parte no sentido de garantir melhorias e avanços para os agricultores, como a concessão de crédito, assistência técnica e construção de ramais. “Já asfaltamos seis, dos nossos sete polos, e vamos continuar com os investimentos na infraestrutura dos polos da capital”.

O Programa Luz Para Todos e os de micro créditos também foram lembrados pelo deputado federal Sibá Machado, como benefícios que proporcionam a expansão e o fortalecimento da agricultura familiar.


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.