Ponte do Rio Tarauacá ameaça partir, deixando região isolada

Jota Guimarães, da TV Rio Branco

 

Como se já não bastasse a situação de calamidade, causada pela alagação do Rio Tarauacá,  enorme cratera na cabeceira da ponte do só cresceu nos últimos dias. Ainda é possível perceber um desbarrancamento por baixo da camada asfáltica, impossibilitando o tráfego de qualquer tipo de veículo.

A situação, que já era perigosa devido a um desmoronamento de terra anterior, ficou pior agora depois da enchente do rio. Segundo o engenheiro do Departamento de Estradas e Rodagens do Acre (Deracre), Ivo Wiciuk, o subsolo se encontra muito encharcado e pode ceder a qualquer momento.

A ponte do Rio Tarauacá é a única ligação da BR-364, para quem viaja de Rio Branco com destino ao Vale do Juruá. Qualquer problema naquela região deixar sete cidades acreanas isoladas do restante do Estado.

O problema de infraestrutura na obra surgiu logo depois da inauguração. Hoje, ela opera com tráfego em apenas uma pista. O Deracre está com uma equipe de 20 homens no local.

A intenção é compactar  a cratera com uma material conhecido por ‘Pedra Rachão’, para evitar que o buraco continue crescendo enquanto a situação climática não oferece condições de uma engenharia mais definida no local.


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.