Internautas, políticos e personalidades do Acre aderem à campanha Amor sem Medo

No Acre, a mais ou menos uma semana, internautas entre políticos, personalidades e a população em geral vem compartilhando fotos segurando placas com frases que chamam atenção para a importância das denúncias em caso de violências que acometem mulheres.

“Uma vida sem violência é direito das mulheres”,“Homem de verdade não bate em mulher”, “Tão grave quanto a violência é a omissão, não tenha medo” são as frases mais utilizadas entre os que aderiram a campanha.

Três em cada cinco mulheres já sofreram algum tipo de violência em relacionamentos, aponta pesquisa realizada pelo Instituto Avon

48% das mulheres agredidas declaram que a violência aconteceu em sua própria residência diz pesquisa do IBGE.

77% das mulheres que relatam viver em situação de violência sofrem agressões semanalmente ou diariamente.

Em 80% dos casos, a violência partiu de homens com quem as vítimas têm ou tiveram algum vinculo afetivo, resulta pesquisa da Secretaria de políticas para ad mulheres  da presidência da república (SPM-PR)

Com base nesses e outros dados alarmantes, a população acreana já se mobiliza para a realização de campanhas como esta para que as pessoas passem a se conscientizar e denunciem casos em que a mulher seja vítima de algum tipo de violência.

De acordo com a idealizadora da campanha Bianca Munis, 22 anos, estudante de direito o projeto tem duas fases, a campanha online em que as pessoas compartilham fotos com as plaquinhas e a realização de palestras as quais as pessoas poderão desabafar e contar as experiências vividas ou testemunhadas em algum momento da vida.

Políticos como o Prefeito Marcus Alexandre, Léo do PT, Angelim já aderiram ao movimento entre outras personalidades estão Delegado Carlesso Néspoli e as advogadas Isabele Cartão e Renata Lameira.

Para denunciar qualquer tipo de violência contra mulher ligue para a Central de Atendimento à Mulher: 180


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.