Governo oferece 25 mil litros de diesel para recuperação de ramais e revolta agricultores de Acrelândia

O governador Tião Viana (PT) mandou oferecer 25 mil litros de óleo diesel para agricultores do município de Acrelândia recuperarem ramais, em parceria com a prefeitura, nesta terça-feira, 07, gerando revolta generalizada entre colonos presentes na reunião convocada pelo prefeito Jonas Dalles (PT) para o anúncio. O diretor do Deracre, Cristovam Pontes Moura, foi quem levou a oferta do governo.   

O encontro em Acrelândia ocorreu no auditório da Seaprof e a revolta dos colonos com o anúncio da “ajuda” do governo terminou em protestos regados a muito constrangimento para o prefeito e para o diretor do Deracre. Os dois foram obrigados a ouvir ao menos 20 produtores rurais fazerem duras críticas ao governo do PT. Um deles, presidente da Associação dos Proprietários de Máquinas Pesadas, Nésio Carvalho, disse que o governo prefere nomear a “companheirada” ao invés de investir em ramais. “Nos últimos meses foram 90 nomeações”, afirmou, para ser aplaudido de pé.

Outros agricultores disseram que de nada adiantou o prefeito Jonas Dalles deixar a oposição para se filiar ao PT. “Antigamente a gente não podia reclamar porque nosso prefeito era oposição, a Câmara era toda oposição, agora a Câmara é governo, o prefeito é governo e o Tião Viana comete a indelicadeza de mandar uma oferta dessa”, disse José Tiengo, produtor rural também muito aplaudido pelos colegas.

Localizado a cem quilômetros de Rio Branco, o município de Acrelândia é destaque há anos na produção agrícola do Acre. É um dos maiores produtores de banana da Região Norte, se destaca na colheita do café e é um dos polos madeireiros. Tem 1.370 quilômetros de remais e entre outras culturas regionais produz leite. Nos últimos anos vive o ostracismo relegado pelo poder público, segundo o vereador Ariston Jardim (DEM), uma voz solitária na região em favor dos colonos isolados pela falta de ramais trafegáveis.

O prefeito Jonas Dalles tentou justificar a oferta do governo, lembrando da crise nacional, assim como se desculpou o diretor do Deracre, Cristovam Pontes. Outra vez ouviram protestos. “Essa crise foi criada pelo próprio PT, que só pensa em resolver a situação de seus cabos eleitorais”, disse o produtor Olavinho Boiadeiro.           

Boa notícia

Ao final os colonos receberam uma notícia animadora, enviada pelo senador Sérgio Petecão (PSD), de Brasília. Por intermédio de seu gabinete o senador assegurou que vai lutar pela liberação de uma emenda em caráter de urgência para a compra de 75 mil litros de combustíveis.        

ASCOM 


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.