Campanha promovida por Bocalom indica que desviar dos buracos é a melhor maneira de não danificar seu carro

A prefeitura de Rio Branco, por meio da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (RBTrans), lançou em suas redes sociais uma cartilha contendo dicas para os condutores trafegarem nas vias esburacadas do município, destacando que os buracos podem danificar peças e pneus.

Alvo de muitas críticas por causa da buraqueira que toma conta da cidade, inclusive ocasionando um grave acidente semana passada, na rotatória de acesso ao bairro Calafate, o que acabou por tirar a vida de uma jovem. Sem ações especificas para recuperação de rua e avenidas, sem campanhas educativas, sem nenhum mutirão para tapa-buracos. A prefeitura a cada dia sofre com a reclamações que chegam num volume gigantesco. Recentemente, Bocalom fez publicar no Diário Oficial uma dispensa de licitação que contrata a Empresa Municipal de Ur­banização de Rio Branco – EMURB, para a execução de Serviços de Manutenção e Recuperação de Vias no município de Rio Branco. No entanto, até  o momento não saiu nenhum cronograma de quando e como se dará esse trabalho de recuperação de ruas e avenidas, lembrando que o verão já está ai batendo a porta. A recuperação das ruas, principalmente nos bairros mais afastados do centro da cidade, é uma das principais reivindicações da população de Rio Branco. De acordo com a dispensa de edital, a prefeitura vai gastar 31 milhões de reais de recursos próprios na execução do serviço. O município não divulgou ainda o calendário de obras, a quantidade de quilômetros que serão recuperados e os bairros beneficiados.

O chefe de gabinete da RBTrans, Randerson Braña, tentou explicar que as publicações referentes às dicas de trânsito no município faz parte da campanha do “Maio Amarelo”. Segundo ele, a publicação que contém quatro dicas para os condutores trafegarem nas vias esburacadas do município faz parte de uma campanha do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) que busca conscientizar a população e reduzir o número de vítimas no trânsito. O certo é que, até o momento não se vê equipes espalhadas pelos bairros tentando amenizar a situação da buraqueira, não se vê uma campanha maciça na mídia informando os locais, dias e horários que essas equipes passarão para trabalharem no tapa-buraco. Ao mesmo tempo, é perceptível o aumento da buraqueira em ruas e avenidas da capital.


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.