Projeto Abraço Cultural da Fundação Elias Mansour vai contemplar Vale do Juruá

Da Redação

Projeto Abraço Cultural do governo do Acre, por meio do Departamento de Artes (Darts) da Fundação de Cultura Elias Mansour (FEM) leva cinema, música e poesia para o interior do Acre. Alguns municípios acreanos já foram contemplados pela iniciativa que, apesar das dificuldades, em função da pandemia no novo coronavírus, vem obtendo sucesso. Aproxima etapa será realizada no período de 16 a 30 de agosto, nos municípios do Vale do Juruá.

Em entrevista ao jornalista Antonio Muniz, no programa RB Notícias, nesta terça-feira, ao vivo, na TV Rio Branco-SBT, o coordenador do Departamento de Assuntos Culturais da FEM, Matheus Souza, falou sobre o projeto, detalhando como será desenvolvida a continuidade do trabalho. “O Projeto da Fundação de Cultura Elias Mansour leva cinema, música, poesia e outras artes ao interior do Acre”, afirmou.

Segundo Matheus, a ação cultural busca na sua totalidade promover e incentivar manifestações artísticas nos 22 municípios acreanos. O nome sugerido para o projeto, segundo o coordenador, tem como conceito base a intenção de promover de maneira permanente um vínculo de diálogo e trabalhos efetivos em prol da cultura acreana. Ele lembrou que nas edições realizadas em caráter experimental, já obteve sucesso.

“Com o sucesso desta edição vamos potencializar a iniciativa e circular o interior do estado. A ideia base é iniciarmos atendendo aos municípios mais próximos da capital e no decorrer do ano chegaremos com essa ação nos municípios de fronteira”, explicou Matheus. Além de apresentações artísticas, o projeto também leva aos municípios cursos e capacitações como iniciação teatral, oficinas de música, confecções artesanais, produções textuais, entre outros.

“Essa é uma atividade muito importante tanto para os artistas de um modo geral como para o público que participa do projeto. O artista Zé do Coco, trouxe um pouco da poesia de cordel e do repente. A melhor resposta foi o sorriso no rosto das crianças e a aprovação no olhar dos adultos. Nos municípios do interior, normalmente, o evento pé realizado em parceria com as prefeituras. Matheus acredita que as parcerias serão realizadas também no Vale do Juruá.


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.