Nicolau Júnior defende inclusão de pessoal de apoio no Abono da Educação

Em Campo Grande (MS), onde participa da Conferência da UNALE, o presidente da ALEAC, deputado Nicolau Júnior, defendeu um amplo debate entre governo e instituições para que o abono da educação, anunciado pelo governo para mais de 8 mil professores, possa contemplar também os servidores de apoio, que ficaram de fora do benefício. Nicolau se reuniu com os 12 deputados acreanos que participam de evento na capital Sul mato-grossense, e juntos defenderam uma agenda intensiva com todas as instituições para encontrar segurança jurídica que ampare a inclusão do pessoal de apoio.

Na próxima semana, quando retornarem ao Estado, os deputados irão se reunir com a Procuradoria Geral do Estado, Ministério Público, Tribunal de Contas e Sindicato da categoria, para iniciar o amplo debate.

“Primeiro é preciso destacar essa iniciativa do governo, mas é necessário que a gente convoque todos os entes envolvidos nessa questão para juntos, procurarmos uma saída jurídica para que o pessoal de apoio também possa receber esse abono”, disse o presidente.

O deputado também lembrou que a equipe da secretaria Socorro Neri fez um grande esforço para que o abono ficasse disponível para os professores, porém, diante da reivindicação da categoria que que alega ter direito ao benefício, avalia ele, é preciso que todas alternativas sejam avaliadas.

O chefe do legislativo adiantou que todos os 24 deputados estaduais estão engajados nessa causa e espera que de forma responsável, seja encontrada uma saída jurídica que sustente a ampliação do pagamento alçando esses servidores.

[Assessoria]


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.