Mailza vota favorável e projeto que estabelece piso salarial para enfermeiros é aprovado

A senadora Mailza (Progressistas-AC) votou favorável ao Projeto de Lei [PL 2564 de 2020], que estabelece um piso salarial nacional de R$ 4.800 mensais para enfermeiros, aprovada pelo Senado Federal nesta quarta-feira, 24. A parlamentar sempre se manifestou favorável e comemorou a aprovação no Senado Federal como vitória da enfermagem no Brasil. “Dia histórico para a enfermagem brasileira. Tenho compromisso com os profissionais da saúde e essa é mais uma vitória que conseguimos. Pelo respeito com a categoria, votei sim. Importante e merecida vitória a vocês que foram os primeiros profissionais estar na linha de frente no combate à COVID-19. Vocês merecem mais do que aplausos. Precisam melhorias salarial e condições dignas de trabalho. Estou com vocês”, disse Mailza.

Mailza destacou que a aprovação representa uma proteção para os 2,5 milhões de profissionais que compõem essa tão importante categoria. A proposta segue para análise da Câmara dos Deputados. O texto é de autoria do senador Fabiano Contarato (Rede-ES) e foi aprovado conforme versão sugerida pela relatora Zenaide Maia (PROS-RN). De acordo com a proposta, o piso salarial valerá para enfermeiros contratados sob o regime da Consolidação das Leis do Trabalho (os celetistas) e para servidores públicos da União, dos estados e dos municípios. O texto também define pisos salariais para técnicos de enfermagem (R$ 3.325), auxiliares de enfermagem (R$ 2.375) e parteiras (R$ 2.375).

Senadora manifestou apoio aos profissionais de enfermagem

Em maio deste ano, Mailza esteve em reunião com representantes do Conselho Regional de Enfermagem (Coren/Acre) e destacou seu apoio ao pedido de aprovação do Projeto de Lei 2564/2020 para criar o Piso Salarial Nacional para a Enfermagem e redução da jornada de trabalho para enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, além de parteiras da rede pública e privada. A parlamentar se manifestou favorável e comemorou a aprovação no Senado Federal como vitória da enfermagem no Brasil.

[Assessoria]


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.