Prefeito visita porto da catraia no bairro Cadeia Velha e anuncia melhorias para a região

O prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, visitou na manhã desta terça-feira (24), o porto da catraia do bairro Cadeia Velha. Segundo o prefeito, um serviço simples, mas de grande valor social que contribui para o dia a dia de muitos que fazem uso do transporte e há muito tempo não era revitalizado.

“É grandiosa no sentido do benefício, as pessoas mais humildes e, principalmente, dos catraieiros, que fazem esse trabalho. Porque o custo não é tão alto assim, a prefeitura fez com muito carinho, juntamente com a Secretaria de Cuidados com a Cidade (SMCCI), que está pronta exatamente para isso.”

Até o momento foram entregues as escadarias dos portos dos bairros Aeroporto Velho e Quinze. De acordo com o encarregado da equipe da SMCCI, o porto do lado oposto, localizado no bairro 6 de agosto, está programado para ser feiro assim que o nível do rio baixar. Além da escadaria, a prefeitura melhorou a estrutura para os passageiros, como explica o secretário municipal de Cuidados com a Cidade, Joabe Lira.

“Fizemos toda a calçada e um abrigo, para que as pessoas possam se proteger do sol e da chuva em um lugar apropriado enquanto esperam o acesso à locomoção.”

Seu Mário Lúcio reveza os dias de trabalho no ponto da catraia há 37 anos. Ele se mostra esperançoso com a melhoria que, segundo ele, há quatro anos era um pedido constante, mas que nunca havia sido atendido, mesmo sendo um serviço simples.

“Muita gente atravessava de um lado para o outro, mas quando chovia, do barranco ninguém passava, pois escorregava. Agora vai melhorar muito.”

O prefeito aproveitou para anunciar melhorias para a região, como a reforma do Mercado Elias Mansour e a construção do Edifício Garagem.

“O projeto está pronto. É um recurso federal do senador Marcio Bittar, no valor de R$ 20 milhões, vai custar um pouco mais, mas a prefeitura vai botar o dinheiro dela.”

 

[Assessoria]

 


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.