Secretário municipal da Zeladoria da Cidade se reúne com motoristas de trecho

Na manhã de sexta-feira, 22, o secretário municipal da Zeladoria da Cidade, Joabe Lira, e sua equipe, estiveram reunidos com motoristas de trecho, efetivos e terceirizados, que prestam serviços à prefeitura de Rio Branco. 

Com a frase do prefeito Tião Bocalom “Se não roubar o dinheiro dá”, o secretário reiterou o compromisso da atual gestão em trabalhar com transparência, honestidade e resultados efetivos. “Estamos segundo as orientações  do prefeito Tião Bocalom, que  foi para que cuidemos muito bem da Cidade, para   tratarmos todos com muito  respeito, com muita dignidade e Queremos fazer dessa secretária um destaque nessa gestão, não apenas com nosso trabalho, mas com o apoio de vocês”, disse.

Joabe Lira  agradeceu pelo desempenho dos trabalhadores em suas funções e os motivou a somarem mais esforços pela sociedade rio branquense. “De início já queremos intensificar os trabalhos nos bairros, nas periferias, porque queremos mostrar para a sociedade que o trabalho da gestão Tião Bocalom é diferente. Nós estamos aqui para cumprir metas, para dar resultados e eu sei que é esse também o compromisso de vocês”, afirmou. Natanael, motorista de carga seca, elogiou a iniciativa por conseguir expor opiniões e pensamentos ao secretário e sua equipe. Agleison, que atua como caçambeiro, também mostrou-se entusiasmado com o diálogo estabelecido pela nova gestão, “perguntam para nós quais os problemas que têm no trecho e a gente explica para eles”, enfatiza. 

Agenda do dia

Após a reunião com motoristas, o secretário visitou alguns dos locais externos sob responsabilidade da Zeladoria da Cidade, sendo eles: Ecoponto Tucumã (estrutura para descarte de resíduos reaproveitáveis), Ecoponto Conquista (ainda fora de funcionamento), Cemitério Jardim da Saudade, Cemitério São Francisco, Cemitério São João Batista. Na oportunidade, conversou com os funcionários, conheceu a realidade e os problemas existentes, que são informações importantes para o planejamento das ações da secretaria.


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.