Rodrigo Ayache é eleito o novo presidente da OAB Acre

O advogado Rodrigo Aiache, da chapa 7, “Muitas vozes, uma só OAB”, sagrou-se eleito presidente da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Acre (OAB/AC) com 798 votos válidos (54%). Ele comandará a instituição no triênio 2022-2024, desbancando o atual presidente, Erick Venâncio, que teve 690 votos (54%). O anúncio da vitória de Aiache ocorreu apenas após a apuração das cinco urnas dentro do auditório da seccional na capital com a presença de apoiadores das duas chapas. Durante a apuração realizada pela comissão eleitoral ao lado de membros das duas chapas, a disputa foi acirrada, inclusive, com Erick Venâncio abrindo larga vantagem, porém, no decorrer da somas dos votos, o jogo mudou para Aiache. Na apuração da primeira urna 1, dos 303 votos válidos, Rodrigo Aiache obteve 82 votos contra 51 do candidato Erick Venâncio, uma diferença de 31 votos. Quando a comissão eleitoral abriu a 3° urna, Venâncio mais uma vez foi derrotado, obtendo 144 votos contra 159 de Aiache, a diferença foi de apenas 15 cédulas. Já na penúltima urna, Aiache abriu uma larga vantagem para seu concorrente, obtendo 178, contra 133 de Venâncio, uma diferença de 45. Aiache declarou ao longo da jornada eleitoral, que sempre esteve confiante em sua candidatura, que segundo ele, “nasceu da vontade de um grande grupo que sonha com mudanças e dias de mais valorização à classe dos advogados, de forma horizontal e coletiva, e ela tem sido construída com a ajuda de muitas e competentes mãos, de modo que hoje temos uma adesão surpreendente. A advocacia, por si só, é uma profissão audaciosa e precisamos pensar em todos os bravos profissionais que a representam todos os dias”, declarou. Perfil de Rodrigo Aiache O advogado Rodrigo Aiache Cordeiro, de 41 anos. Graduado em Direito pela Universidade Federal do Acre, ele é mestre em Direito Político e Econômico pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e especialista em Direito Processual Civil pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, e é autor das obras “Princípios Constitucionais Tributários” e “Poder Econômico e Livre Concorrência”. Advogado desde 2005, Rodrigo Aiache já atuou na Comissão de Direitos Humanos da OAB/AC, foi presidente da Escola Superior de Advocacia (ESA), vice-presidente e presidente da Caixa de Assistência dos Advogados do Acre (CAA/AC). (Com informações do Ac24horas)

Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.