Ministério autoriza emprego das Forças Armadas na crise humanitária no fronteira do Acre

Por Wanglézio Braga / Foto: Reprodução

O Acre pediu ajuda e a União resolveu atender. Na edição de ontem (18) do Diário Oficial da União (DOU), o Ministério da Justiça e Segurança Pública publicou uma portaria na qual autoriza o emprego da Força Nacional de Segurança nas "atividades de bloqueio excepcional e temporário de entrada no país de estrangeiros". Por determinação do MJSP, os homens da força nacional vão ficar no estado por 60 dias, para garantir a ordem na região que vem sendo marcada por conflitos.

Segundo a portaria, a medida tem caráter "episódico e planejado”. Segundo o Ministério, se necessário, esse prazo, que a princípio se encerra em 18 de abril, poderá ser prorrogado.

A tensão nas fronteiras com o Peru aumentou no último domingo (14), quando um grupo de 400 imigrantes, a maioria haitianos, deixou os abrigos da cidade acreana de Assis Brasil e forçaram a entrada no país vizinho. Os imigrantes forçaram a entrada em território peruano, com o intuito de ir em direção ao México e aos Estados Unidos. A fronteira com o Peru está fechada desde o ano passado, por conta da pandemia.

Nesta semana, o prefeito de Assis Brasil, Jerry Correia (PT) chegou a decretar estado de calamidade pública para enfrentamento da Crise Migratória, da Pandemia da Covid-19, Surto de Dengue, além da cheia dos rios.

Segundo a portaria, o governo estadual deverá prover o apoio logístico necessário para a operação. O contingente deverá seguir o planejamento da Diretoria da Força Nacional de Segurança Pública.


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.