DNIT concluiu a restauração de 52 km da BR-317 que estavam críticos

Por Wanglézio Braga

A Assessoria de Imprensa do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) informou que o órgão concluiu a restauração de 52 quilômetros de estrada da Rodovia BR-317, no Acre. De acordo com a autarquia, a obra custou R$ 80 milhões de reais que inclui restauração do asfalto e também sinalização.

O processo da restauração teve início em junho do ano passado, sendo realizado em duas etapas principais. Em 2019, os trabalhadores fizeram a manutenção de 29 quilômetros. Já em 2020, o número foi de 23 quilômetros. As obras se concentraram entre os 186 km até 333,80 km que compreende os municípios de Capixaba até Brasileia.

“Desde a sua implantação, no fim dos anos 90, a BR-317 nunca tinha recebido uma intervenção deste tamanho, com refazimento de duas camadas estruturais do pavimento (sub-base e base), além da aplicação de duplo revestimento, com o Tratamento Superficial Duplo (TSD) e o asfalto – Concreto Betuminoso Usinado à Quente (CBUQ) (...)A obra realizada pelo Dnit traz também um incremento no agronegócio, sendo visível o aumento de área plantada. Antes, a atividade econômica predominante na região era a pecuária”, informou a autarquia.


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.