Saúde Itinerante já realizou mais de sete mil atendimentos em 2021

Levar assistência de saúde e social à população faz parte do conjunto de metas de governo. Nos primeiros meses de 2021, a Secretaria de Estado de Saúde, por meio do Programa Saúde Itinerante Especializado, já realizou mais de sete mil atendimentos com uma equipe multiprofissional. 

E para alcançar um número expressivo mesmo durante a pandemia, todos os atendimentos foram organizados com agendamento feito pelos municípios e seguindo os protocolos de segurança e prevenção à Covid-19.“Graças ao apoio das demais secretarias do Estado, temos conseguido alcançar um grande número de pessoas por meio desse trabalho de assistência que a população tanto precisa e queremos ampliar cada vez mais esse projeto tão importante para a população acreana”, destaca o secretário de Saúde, Alysson Bestene. As ações contam com a parceria dos municípios contemplados e também com a atuação da Diretoria de Redes de Atenção à Saúde e Saúde Itinerante Especializado, do Departamento de Atenção Primária e coordenação de Saúde Bucal da Sesacre e do Centro Oncológico do Acre (Cecon). E com a cooperação da Secretaria de Estado de Assistência Social, dos Direitos Humanos e Políticas Públicas para Mulheres (SEASHDM), por meio da Diretoria de Políticas Públicas para Mulheres, com apoio do Gabinete da Primeira-Dama, Ana Paula Cameli.

Feijó

O município recebeu na última semana, a equipe do programa que atendeu a população na Escola Estadual José Gurgel Rabelo. Por meio de agendamento, foram realizadas 144 consultas em clínica geral, 72 consultas pediátricas, 108 na especialidade de ginecologia e obstetrícia, e 20 consultas na área de infectologia. Além disso, foram 302 atendimentos de enfermagem, 57 do serviço social, 138 receitas dispensadas e 183 exames laboratoriais. Entre os exames de apoio e diagnóstico, foram realizados 76 ultrassonografias, 20 exames preventivos de câncer do colo uterino (PCCU), 7 colposcopias e 6 procedimentos de biópsia de colo uterino. Na área de Saúde Bucal, as ações de promoção alcançaram 110 pessoas, por meio das palestras sobre doenças bucais. Foram distribuídos 220 kits de higiene bucal. Também foi promovida a vacinação contra a Covid-19 para os grupos prioritários, sendo 13 aplicações, 233 contra influenza , 42 do calendário infantil e 21 adulto.

Atendimentos do semestre

“Nos primeiros seis primeiros meses alcançamos nove localidades, e até o fim do ano pretendemos aumentar significativamente os atendimentos”, explica  a coordenadora do programa, Rosemary Fernandes. Considerando a necessidade de fortalecer as ações de promoção à saúde, prevenção de agravos e a diminuição da disseminação da Covid-19 nos municípios do Acre, no primeiro semestre de 2021 foram atendidas, 68 pessoas em Sena Madureira (desabrigados em decorrência das enchentes, 318 imigrantes em Assis Brasil (imigrantes), 983 moradores de Porto Acre, 738 em Brasileia, 1.297 em  Xapuri, 421 no Parque Chandless, 1. 562 em Tarauacá, 219 em Cruzeiro do Sul (219) e 1.353 em Feijó.

[Agência de Notícias do Acre]


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.