Governo e Sebrae preveem fluxo de investimento de R$ 100 milhões para a Expoacre 2022

Após dois anos suspensa por conta da pandemia de covid-19, a 47ª edição da Expoacre será realizada este ano entre os dias 30 de julho e 7 de agosto, em Rio Branco. A feira é uma vitrine do Acre para atração de investimentos nacionais e internacionais.

Na edição de 2019, foram registrados investimentos na ordem de R$ 74 milhões, o que já representava aproximadamente mais de 50% do valor planejado para negócios durante o evento, e mais R$ 20 milhões concretizados após o término do evento, totalizando R$ 94 milhões em negócios.

De acordo com o diretor técnico do Sebrae, Lauro Santos, as expectativas são de que essa edição da feira seja uma das maiores de todos os tempos, e que o fluxo de negócios gerados sejam de R$ 100 milhões.

“Este ano, nossa feira acontece no período da manhã, tarde e noite, e pretendemos com isso conseguir mais oportunidades de negócio, lançar produtos e celebrar convênios”, explica Santos.

Os indicadores financeiros, elaborados numa parceria entre o Sebrae e a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), apontam que, em 2019, o retorno sobre o investimento (ROI), que é um cálculo entre o valor investido e o faturamento, a cada R$ 1 investido no evento, recebeu R$ 87,88 de retorno.

“Estamos negociando com os organizadores da feira, para que apenas negócios formalizados possam participar da Expoacre. A ideia é que os ambulantes sejam todos capacitados e identificados para participação durante os nove dias”, afirma Santos.

Participação de instituições financeiras na Expoacre 2022

As tradicionais parcerias entre as instituições financeiras e o Estado também são importantes para os negócios e oportunidades que são firmadas durante a exposição. Os tradicionais parceiros, Banco do Brasil, Banco da Amazônia, Caixa Econômica Federal e o Sistema de Crédito Cooperativo (Sicredi) vão participar e investir na feira.

O Banco do Brasil, com seus estandes, pretende realizar investimentos na área do agronegócio, além de demonstrar as potencialidades de investimentos agropecuários no Acre e de procurar parceiros para melhorar a infraestrutura no escoamento de produtos.

O Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO), fundo do governo federal para fomento do desenvolvimento da Região Norte, administrado pelo Banco da Amazônia (Basa), é utilizado em grande parte para investimentos no Acre e, durante a Expoacre, vai estimular negócios na área do turismo e agronegócio.

A Caixa Econômica Federal vai apresentar suas linhas de crédito voltadas para o agronegócio, e durante a exposição vai mostrar todas as alternativas e melhorias na oferta de negócios ao público em seu estande.

O turismo, que é uma importante fonte de renda para pequenos e médios empresários no Acre, foi impactado negativamente com as medidas de distanciamento por conta do coronavírus, desde 2020. Como forma de fomentar essa área comercial e alavancar investimentos, o Sicredi, com seus estandes na exposição, vai realizar o mapeamento de negócios e buscar investimentos com ênfase no turismo no estado.

De acordo com Taiane Belarmino, diretora técnica da Secretaria de Estado de Empreendedorismo e Turismo (Seet), o Acre precisa fortalecer a produção, e por isso os bancos são importantes agentes financeiros na implantação e oferta de crédito para os produtores rurais ou agropecuários.

“Ter os bancos de fomento presentes na Expoacre é fundamental para alavancar o desenvolvimento das cadeias produtivas do Acre. A feira é uma vitrine para o agro, e os bancos são os grandes parceiros na missão de fomentar a economia acreana”, afirma Taiane.

 

[Agência de Noticias]


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.