Governador prestigia solenidade dos 65 anos do 4º Batalhão de Infantaria

O governador Gladson Cameli ratificou na noite desta quinta-feira, 16, a função do Exército Brasileiro como “preponderante para a construção de uma sociedade melhor” e como uma instituição extremamente importante para o Acre, seja guardando as fronteiras, seja recuperando aeródromos como o de Santa Rosa do Purus, município a quase 500 quilômetros de Rio Branco, na fronteira com o Peru, cujo acesso se dá apenas pelo Rio Purus ou via aérea. 

“O nosso governo reconhece o papel fundamental desses bravos homens e mulheres na defesa de nosso estado, que tem uma fronteira imensa e que também conta com a engenharia do Exército para a recuperação de rodovias e de nossos aeródromos, como está sendo feito em Santa Rosa do Purus”, afirmou Cameli, durante solenidade de 65 anos de fundação do 4º Batalhão de Infantaria e Selva, o 4º BIS, em Rio Branco.

O desfile de pelotões e a entrega do diploma Amigo do Exército a pessoas que contribuíram de alguma forma pelo engrandecimento das ações militares foram o ponto alto da festa, que contou com a presença do novo comandante da 17ª Brigada de Infantaria de Selva, general Jorge Augusto Ribeiro Cacho. 

Os batalhões e pelotões nos 22 municípios do Acre são subordinados à 17ª Brigada, com sede em Porto Velho (RO). “Estamos diante de homens e mulheres aguerridos. Nosso efetivo é muito grande nesta parte mais ocidental da Amazônia e quero deixar aqui o meu agradecimento ao apoio das demais forças, Marinha e Aeronáutica, que sempre estiveram juntas do Exército. Que esta data sirva para lembrar quão importante é para o país e para sociedade, sobretudo aquelas populações mais humildes, que estejamos juntos dos seus anseios, protegendo a todos e contribuindo por um país melhor”, afirmou o comandante Cacho, o mais antigo integrante da instituição na celebração.

Seguindo o protocolo de segurança, por causa da pandemia de Covid-19, toda a solenidade durou 40 minutos. Participaram também da cerimônia autoridades oficiais das demais forças militares, representantes do Poder Legislativo, do Judiciário e do Ministério Público do Estado do Acre. 

[Agência de Notícias do Acre]


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.