Governo do Estado trabalha para homologar pista de Feijó junto à Anac

O governo do Estado está intensificando as obras de melhorias do aeroporto do município de Feijó para que o aeródromo ofereça boas condições aos usuários dos serviços e, a partir daí, possa receber a homologação da  Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Na segunda-feira, 14, além dos testes com a iluminação foi feita, por meio do Departamento de Estradas de Rodagens (Deracre), uma operação tapa-buracos utilizando asfalto frio.

De acordo com o chefe da Divisão de Aeroportos do Deracre, Sócrates Guimarães, o Estado vem pleiteando há tempos junto à Anac a homologação do aeroporto. “Mas para que aconteça a certificação da estrutura é preciso que ela se encaixe perfeitamente nas normas pré-estabelecidas pela Agência”, enfatizou.

O gestor explica que a iniciativa de mexer na estrutura do aeródromo nasceu de preocupação do governador Gladson Cameli em oferecer esta acessibilidade aos moradores. “Como Feijó fica entre Rio Branco e Cruzeiro do Sul, o segundo município com maior densidade  populacional, uma logística de  transporte ajudaria a população em vários sentidos”, destacou.

Há, ainda, uma orientação por parte do governador de reformar o aeroporto faltando apenas ser dada a ordem de serviço para que uma empresa inicie os serviços, o que acontecerá em breve, segundo Guimarães.

“O Estado irá implantar voos noturnos para Feijó, e será uma grande conquista, pois o voo noturno é mais um componente para proporcionar conforto a população”, enfatizou. O aeroporto de Feijó tem a pista  ampla, sendo ela de 24 metros de largura por 1.200 metros de comprimento, fato que reforça ainda mais as condições de segurança”, destacou.

Sobre este mesmo assunto, a gestora do Deracre-Feijó, Claudia Braga, argumentou que a atitude de inserir voo noturno é bastante relevante, pois pode haver, inclusive, a necessidade de fazer um translado durante o período noturno, por meio do TFD. “E tendo esse serviço a gente fica mais tranquila”, defende a gestora do Deracre-Feijó, Claudia Braga.

O proprietário da Free Flay, Grupo de Balizamento Solar, José Gonçalves de Andrade, disse “que as luminárias são equipamentos são de última geração e que tem autonomia para aguentar 72 horas, precisando de apenas três para ser recarregado”.

 

Agência

 


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.