Conselho Regional de Medicina detecta problemas graves ao realizar fiscalização no Hospital Geral de Feijó


Assessoria CRM/AC

O Conselho Regional de Medicina do Acre, (CRM/AC) realizou na manhã da última sexta-feira, 13, fiscalização no Hospital Geral de Feijó, município localizado a 345 quilômetros da Capital. A ação foi realizada pelo conselheiro Dr. Renato Correia acompanhado da assessoria jurídica do órgão, representada pela Advogada Josiane Spada, com o objetivo de verificar as condições de trabalho médico bem como a estrutura física do local.


Durante visita à unidade de saúde foram verificadas irregularidades como a falta de medicamentos, de médicos e de equipamentos essenciais para o atendimento ao público. Na oportunidade, o Conselheiro verificou, in loco, a falta de cilindro de oxigênio, de medicamentos básicos para atendimento de emergência como Isordil e Adrenalina.


Não havia eletrocardiograma funcionando, o aparelho desfibrilador e o laringoscópio também estavam sem condições de uso. O aparelho novo de Raio– X, está há mais de 2 anos aguardando instalação. As roupas cirúrgicas e aventais encontravam-se extremamente velhos, rasgados e armazenados em local inapropriado.


O relatório com todos os apontamentos verificados durante a fiscalização será encaminhado à direção do Hospital Geral de Feijó, ao Ministério Público Estadual (MPE/AC) e à Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre).


As fiscalizações nas unidades de saúde públicas e privadas são realizadas periodicamente pelo CRM/AC em unidades de saúde públicas e privadas da capital e dos municípios do interior. Os problemas identificados são informados aos gestores para que possam soluciona-los. O principal objetivo é que as unidades possam funcionar de acordo com a legislação.


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.