Primeira-dama e Ministério Público entregam donativos a entidades assistenciais

A primeira-dama Ana Paula Cameli participou nesta terça-feira, 14, da entrega de donativos para a Associação Beneficente Caminho de Luz, em Rio Branco. Os mantimentos são oriundos das arrecadações da campanha SOS Acre. 

“Nossas unidades abrigam pessoas em situação de drogadição que procuram ajuda. Mesmo com todas as dificuldades, principalmente a pandemia, a casa não parou de funcionar. Essa ajuda chegou em boa hora”, agradeceu o coordenador-geral da associação, José Muniz. O coordenador explicou que a unidade recebe usuários de todos os lugares, encaminhados por igrejas, Centros de Atenção Psicossocial (Caps) e dependentes que chegam de maneira voluntária.

A entidade atende homens em dependência química de álcool ou de outras drogas que procuram recuperação e desejam ser reinseridos na sociedade. A doação faz parte de um compromisso assumido anteriormente pelo Ministério Público do Acre (MPAC) com o Gabinete da Primeira-Dama para destinar, pelo SOS Acre, os donativos às entidades. Ao todo, dez unidades serão beneficiadas. “O Ministério Público sempre faz um trabalho exemplar. Tivemos a oportunidade de estabelecer essa parceria para a entrega de donativos que farão total diferença nas dez casas terapêuticas beneficiadas”, enfatizou a primeira-dama Ana Paula Cameli.

Entre as doações constam alimentos, colchões, kits de limpeza, gás de cozinha, água mineral, kits de higiene pessoal, lençóis de cama e toalhas de banho. As casas terapêuticas beneficiadas são: Associação Beneficente Caminho de Luz, Comunidade Terapêutica Ebenézer, Apadeq, Comunidade Terapêutica Rei Salomão, Capev-Shalom, Reconstruindo Vidas, Desafio Jovem Peniel, Casa Resgate (Jocum), Casa Nova Vida (Jocum) e Casa do Pai (Jocum).

A procuradora-geral do Ministério Público do Acre (MPAC), Kátia Rejane de Araújo, reforçou  a parceria e agradeceu o empenho da associação. “Essa visita do MP e da primeira-dama irá fortalecer as ações da entidade, pois temos um olhar sensível para estas causas”, disse. 

Agência de 


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.