Sindmed-AC cobra da prefeitura de Rio Branco a negociação do PCCR

O Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed-AC) protocolou na quarta-feira, 12, na prefeitura de Rio Branco e na Secretaria Municipal de Saúde documento cobrando a retomada das negociações. Desde junho, a classe que atende a rede primária busca negociar melhorias, mas até o momento a gestão não apresentou contraproposta.

O prefeito Tião Bocalom e os assessores dele se recusaram a dialogar em 2021, alegando que apresentariam resposta a partir de janeiro deste ano. Como não houve diálogo por parte da gestão, os médicos deflagraram greve. “Continuamos disponíveis para reunir e dialogar com o prefeito e, como ele afirmou que negociaria neste ano, então voltamos a encaminhar documento cobrando reunião para que haja avanços”, explicou Gilson Lima. O presidente explicou que a greve é um mecanismo necessário para demonstrar a insatisfação da classe pela falta de diálogo por parte dos assessores do prefeito.

“Buscamos avanços e melhorias na saúde e o prefeito Bocalom pode demonstrar que está realmente preocupado com o surto de gripe e com a pandemia da COVID-19 ao convidar o Sindicato para retomada das reuniões e apresentação de uma contraproposta, pois, ao cuidar da classe médica, o Prefeito estará cuidando da saúde da população rio-branquense”, finalizou o sindicalista.

[Assessoria]

 


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.