Em premiação do MP, Cameli destaca empenho da instituição no enfrentamento à Covid-19

O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) promoveu, nesta quarta-feira, 13, a solenidade de premiação do 3º Prêmio de Gestão e Inovação. A iniciativa tem como principal objetivo reconhecer relevantes trabalhos desenvolvidos por membros e servidores da instituição em prol da melhoria dos serviços oferecidos à população.  Nesta edição, 39 projetos concorreram ao prêmio, que é dividido em nove categorias: Cidadania em Tempos de Pandemia; Investigação e inteligência; Persecução Cível e Penal; Integração e Articulação; Transversalidade dos Direitos Fundamentais; Fiscalização de Políticas e Recursos Públicos; Diálogo com a Sociedade; Governança e Gestão; e Sustentabilidade.

O evento contou com presença do governador Gladson Cameli. Em seu pronunciamento, o gestor parabenizou o MP acreano pela realização do prêmio, assim como o empenho no reconhecimento e valorização de seus profissionais. Na oportunidade, frisou ainda o apoio incondicional da instituição ao governo do Estado na pandemia do novo coronavírus, a maior crise sanitária da história da humanidade. 

“Posso adiantar que o MP foi um grande parceiro do nosso governo nesses tempos difíceis, que ainda estamos atravessando com a Covid-19. Mas, dou graças a Deus por já estarmos vendo uma luz no fim do túnel, devido ao grande número de vacinas aplicadas no nosso estado. Estamos prestes a virar essa triste página da nossa história”, argumentou. Mais uma vez, Gladson reforçou seu compromisso pelo fortalecimento da instituição. “Desde os meus tempos de deputado federal e senador, sempre aloquei emendas para o nosso MP, por reconhecer a importância do trabalho que vocês realizam. Como governador, não tem sido diferente, portanto, nossas parcerias só se fortaleceram ao longo do tempo”, disse. Em seu discurso, a procuradora-geral de Justiça, Kátia Rejane de Aráujo Rodrigues, elencou os inúmeros avanços alcançados pelo Ministério Público nos últimos anos e que o Prêmio de Gestão e Inovação soma-se aos esforços de construir uma instituição cada vez mais sólida.

“Todos os projetos selecionados comunicam-se com o planejamento estratégico da instituição, que durante a nossa gestão foi revisitado e passou por uma revisão objetivando melhor atender os anseios da sociedade. Vejo esse prêmio, em parte, como a coroação e o reconhecimento ao trabalho que estamos a realizar”, pontuou.

Ao todo, 27 iniciativas foram premiadas. A procuradora de Justiça Patrícia de Amorim Rego foi um dos destaques da premiação com vários projetos reconhecidos pela comissão julgadora. Na categoria Transversalidade dos Direitos Fundamentais, o trabalho “Ser diferente não é crime” alcançou o primeiro lugar. “Essa premiação eu divido com toda a minha equipe, que é composta por pessoas guerreiras, incansáveis e que se doaram nesta pandemia. A maior parte destes projetos é fruto da criatividade, da necessidade e da vontade de ajudar o povo acreano no período de pandemia”, afirmou.

[Agência de Notícias do Acre]


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.